16 março 2009

GOLPE DE ESTADO



Banda lisboeta criada por Tiago Lopes e Paulo Abelho em fins de 1988 sendo que estes eram, respectivamente, músicos da Sétima Legião e dos Linha Geral, projectos que partilhavam a mesma sala de ensaios. Partilhando o gosto pela música electrónica cuja influencia vinha, nessa altura, sobretudo da Bélgica e da sua New Beat, os músicos estabeleceram novo perímetro de criatividade musical numa área que não encontrava espaço nos grupos que integravam. Beneficiando de pronta exposição jornalística, o grupo inicia actividade e em Julho de 1989 tinham já trabalho editado: o Maxi-Single "Rev 25 / Um Caso Que Está A Dar Que Falar", com produção de Carlos Maria Trindade, foi um sucesso mediático imediato pelo facto de abordar temáticas políticas com franco mediatismo. Assim, se no lado A eram utilizados samples de testemunhos relacionados com a revolução de Abril, no lado B eram usados samples televisivos relacionados com o famoso confronto entre polícias verificado pouco tempo antes no Terreiro do Paço. Em 1993 é editado o trabalho de longa duração com título homónimo, já não tão interessante e imediato em que contavam com colaborações pontuais de Adolfo Luxúria Canibal (em "Cyberpunk Generation"), Francisco Ribeiro (em "Vox Prophetica"), Olavo Bilac (em "Liberdad"), João Cabeleira (em "James Bond") e Dora (em "Blade Runner" e "Liberdad"). A versão em CD desse trabalho incluá como bónus os temas dom Maxi anterior, mas em versões diferentes das originais, o que garantia um valor acrescentado à edição. Lançariam ainda o Mini CD "Blade Runner", cuja qualidade artística se fica pelo patamar do LP.

DISCOGRAFIA


REV25 [7"Single, União Lisboa, 1989]


REV25 [12"Maxi, União Lisboa, 1989]


GOLPE DE ESTADO [CD, Polygram, 1993]


BLADE RUNNER [CD Single, Polygram, 1993]

COMPILAÇÕES


O MELHOR DO ROCK PORTUGUÊS 1980-1989 [CD, Farol, 2007]

PRESS
Agite antes de Usar, Jorge Pires, Blitz nº247 de 25-07-1989 [CAPA]
Golpe de Estado, José Manuel Martins, Encanto Lusitano nº0 de 02-1990
A Dança Como Agitação, António Pires, Blitz nº282 de 27-03-1990
No Pinhal de Leiria, António Pires, Blitz nº469 de 26-10-1993

0 comentários: