13 março 2009

MÉCANOSPHÈRE



Os Mécanosphère foram formados em 1998, em Paris, com um colectivo modular. Em 2001 o vocalista português Adolfo Luxúria Canibal integra o grupo com quem se estrearam em palco na segunda edição do Festival Número de Lisboa, abrindo o concerto de Patti Smith. Os Mécanosphère eram, na altura, Adolfo Luxúria Canibal (voz), Benjamin Brejon (bateria, breaks), Sam Dournal (teclas, electrónica) e Sébastien Fauveau (guitarras, sampling), os Mécanosphère trata-se de um projecto electro experimental liderado pelo vocalista dos Mão Morta numa fase em que residiu em Paris. Mais tarde juntar-se-ia ao colectivo reduzir-se-á a Adolfo Luxúria Canibal (voz), Le Pilote Rouge (bateria) e Scott Nydegger (percussão, electrónica). Nos Mécanosphère, Adolfo, sobrevaloriza a sua dimensão performativa aliada à poesia sonora na veia vanguardista dos Fluxus. Benjamin Brejon estudou com o percussionista de free jazz Sunny Murray. É o arquitecto sonoro central dos Mécanosphère. Toca simultaneamente com um kit de bateria “vintage” e um circuito de instrumentos electrónicos e sintetizadores analógicos com “sampling” em tempo real. Brejon colaborou com numerosos músicos oriundos dos mais variados estilos, como o produtor de drum n´bass/noiser britânico Nomex (Adverse), o cantautor de Manchester Sandy Killpatrick (The Neon Road), colectivos experimentalistas e sound-systemns parisienses como at:om e Cavage, etc. LePiloteRouge é um baterista rock francês. Participa em projectos, como o Cabaret Mouss Orquestra, Noble House & LePiloteRouge, etc. Scott Nydegger, norte-americano, é o líder nómada dos Sikhara e co-fundador da editora americana Radon Studio. Viaja constantemente pelos E.U.A. e pela Europa, trazendo performances animalescas de percussão acústica, batidas tribais e ambientes voodoo que abrangem audiências do punk, ao techno, a galerias de arte. Colabora frequentemente com inúmeros artistas, entre os quais os Psychic TV e Monges Zen Japoneses.

DISCOGRAFIA


LOBO MAU [CD, Número Magazine/Vitriol, 2001]


MÉCANOSPHÈRE [CD, Loop Recordings, 2003]


BAILARINA [CD, Independent Records, 2004]


LIMB SHOP [CD, Raging Planet, 2006]


SCORPIO [CD, Raging Planet, 2015]

COMPILAÇÕES


PLUS BAS QUE TERRE [LP, Cavage, 2002]


THISOBIDIENCE [CD, Thisco, 2002]


À SOMBRA DE DEUS 03 [CD, Câmara Municipal de Braga, 2004]


PORTUGAL: A NEW SOUND PORTRAIT [CD, N Records, 2005]


ELECTRONICS [CD, Thisco, 2005]


NO NOISE IN PORTO 02 [CD, Let's Go to War, 2005]


E SE DEPOIS: TRIBUTO A MÃO MORTA [CD, Raging Planet, 2007]


DYSTOPIC FUTURES [CDR, Soopa, 2009]

PRESS
Operários em Construção, Catarina Sacramento, Blitz nº 924 de 16-07-2002
Mécanosphère chegam ao Longa-Duração, Blitz 985 de 16-09-2003
OMNI, Gonçalo Palma, Blitz 990 de 21-10-2003
E Assim Acontece, Pedro Trigueiro, Rock Sound nº 14 de 01-2004
Estou Com Tonturas, Gonçalo Frota, Blitz 1014 de 06-04-2004
Quebra-Nozes Electrónico, Hélder Gomes, Mondo Bizarre nº19 de 06-2004
Telepatia, Gonçalo Palma, Blitz 1027 de 06-07-2004
Isto é Mécansphère, Pedro Trigueiro, Rock Sound nº 21 de 10-2004
Corte & Costura, Ricardo Amorim, Underworld nº18, 01-2006
Aviso: O Improvisa Mata!, Sérgio Gomes da Costa, Blitz 1107 de 17-01-2006

0 comentários: