08 março 2009

MOTORNOISE



Criados no ano de 2006, no Porto, por Frágil (voz, ex-Renegados de Boliqueime, Speedtrack, Senisga), Guerra (guitarra, ex-Renegados de Boliqueime), Gustavo Costa (bateria, ex-Genocide, Most People Have Been Trained To Be Bored), Óscar (baixo, ex-Cagalhões, ex-Cães Vadios) e Pupa (saxofone), os Motornoise praticam um punk pesado e descarnado, pontuado pela caótica presença em palco do carismático vocalista Frágil, pelos riffs metralhados pela guitarra cerrada de Guerra (ex-Renegados de Boliqueime, Speeedtrack), pelo peso do baixo em constante overdrive de Óscar (ex-Cagalhões, Cães Vadios e Speedtrack), pela eficácia e o virtuosismo da bateria de Gustavo (homem de inúmeros projectos no activo entre os quais Genocide, Stealing Orchestra e Sikhara) e pelas deambulações emdiabradas do saxofone de Pupa (também elemento dos Here B Dragons). Num desafio a tímpanos desprevenidos ensaiam momentos que vão do punk hardcore old school mais ortodoxo ao free jazz mais desconexo. Foram e são uma das grandes bandas do momento, provocando com uma sonoridade visceral de que já tinha saudades. Editaram recentemente o seu primeiro CD, excelentemente produzido e com temas de fazer inveja a muitos grupos com maior exposição. Uma autêntica bomba, aconselhada sem restrições.

DISCOGRAFIA


MOTORNOISE [CD, Invasion Rock, 2007]


DOKUGA/MOTORNOISE [CD, Edição de Autor, 2010]

0 comentários: