14 março 2009

PUGET SOUND



Puget Sound foi um conceito que uniu 3 projectos musicais, The Boy With the Broken Leg, Daily Misconceptions e Electric Marbles. As sonoridades mais electrónicas, loungianas e indie repetem-se nos atributos com que vão sendo catalogadas a maioria das recentes bandas. E Puget Sound também não é excepção. De Múm a Notwist, passando por uns cheirinhos ambientais dos islandeses Sigur Rós, há de tudo. Sobretudo de recolhas milimétricas de sons do quotidiano, misturados e remisturados até assumirem novas formas, mais melódicas, taciturnas, envolventes, e quentes. Puget Sound não é apenas um álbum. É igualmente um evento. A reunião de um colectivo que apenas existe em concerto. Sem a presença das imagens de Soft Loop e X (os VJ’s que dão forma visual ao projecto), ainda assim Puget Sound sobrevive inteiramente, graças às contribuições doces dos Electric Marbles e aos alongamentos contemplativos e múmianos dos Daily Misconceptions. Com “Fish”, os Electric Marbles ainda nos oferecem uma espécie de Massive Attack-meets-Portishead, um achado feliz e fácil de memorizar. Quanto aos The Boy With the Broken Leg, dão-nos as suas “first recordings” e demonstram um à-vontade na composição acima da média, com mais guitarras ao colo e letras que o resto dos ‘colegas’ no disco. Pode parecer fácil, até abrupto e experimental, mas é afinal tudo muito bem feito e muito bem composto. Com isto, temos um imediato Top Três do que melhor se tem descoberto nos últimos tempos. E não estamos aqui a bajular ninguém. Acredite se quiser. Porque estamos a falar de magníficos performers; quanto ao capítulo da originalidade e criação pura, isso é já outro campeonato... [Ricardo Jorge Tomé]

DISCOGRAFIA


PUGET SOUND [CD, Bor Land, 2004]

COMPILAÇÕES


CAN TAKE YOU WHERE YOU WANT [2xCD, Bor Land, 2005]

PRESS
Jogo do Risco (Sem), Gonçalo frota, Blitz 1026 de 29-06-2004
Pronto-a-Servir, Gonçalo Palma, Blitz 1042 de 19-10-2004

0 comentários: