21 março 2009

RUI VELOSO



Rui Veloso nasceu em Lisboa, mas foi viver com três meses para o Porto. Com apenas quinze anos começa a tocar guitarra como autodidacta e em 1976 conhece Carlos Tê e forma um grupo de Blues chamado Magara Blues Band (com Mano Zé e Manfred Minneman). No ano de 1979 grava uma maqueta que a sua mãe se encarrega de levar à editora Valentim de Carvalho. Esta maqueta incluía temas em inglês e em português. Os elementos da editora interessaram-se pelos temas em português e contratam Rui Veloso. Em Setembro desse ano, o músico muda-se para Lisboa e forma a Banda Sonora, com Ramon Galarza e Zé Nabo. Em Julho do ano seguinte é editado o disco "Ar de Rock" com os grandes sucessos "Chico Fininho" e "Rapariguinha do Shopping". Este sucesso levou ao aparecimento de uma grande quantidade de bandas de Rock a cantar em português, a maioria de qualidade mais do que duvidosa (e do qual só conseguiram sobreviver os GNR, os UHF e os Xutos e Pontapés), no que ficou conhecido como o Boom do Rock Português e, daí, o título de pai do Rock Português para Veloso. A Banda Sonora é muito solicitada para actuações ao vivo, durante o ano, e parte para Espanha a fim de gravar um novo disco que será editado no ano seguinte. Trata-se do single "Um Café e Um Bagaço". Uma nova Banda Sonora (com Mano Zé e António Pinho Vargas, este último vindo da formação dos Arte & Ofício) grava o novo LP "Fora de Moda", um disco completamente diferente do anterior e que tem alguns temas antológicos como "A Gente Não Lê" e "Sayago Blues". O terceiro álbum de Veloso (que entretanto deixou de ter banda fixa) chama-se "Guardador de Margens" e tem no hino antimilitarista "Máquina Zero" o seu tema mais divulgado. Por encomenda do MASP (Movimento de Apoio Soares à Presidência) grava o single "Rock da Liberdade", com letra de António Pedro Vasconcelos, que chega a Disco de Prata. Após novas interrupções é editado, em 1986, o longa-duração "Rui Veloso" que inclui "Porto Covo", "Porto Sentido" e "Cavaleiro Andante", um dos grandes sucessos da sua carreira. Após "Rui Veloso Ao Vivo", gravado no Coliseu do Porto nos dias 4 e 5 de Junho de 1987, sai o muito aguardado disco conceptual "Mingos e os Samurais", que retrata a vida de um grupo musical de província durante os anos 60 e 70. O disco atinge a astronómica cifra de 80 000 exemplares vendidos (160 000 por ser duplo), o que equivale à quádrupla platina, um número sem precedentes no mercado nacional. Este duplo sai em 1990. Em Março de 1990 toca acompanhado de B. B. King, concretizando um sonho antigo. A seguir editará outro disco duplo ("Auto da Pimenta"), uma encomenda da Comissão para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, o qual se revelará um fracasso na opinião da crítica e terá pouco impacto comercial, se comparado com o seu antecessor. Desloca-se aos Estados Unidos, onde grava com Nuno Bettencourt (Extreme), o tema "Maubere", a favor da causa Timorense. Em 1995 sai o CD "Lado Lunar" que é o 13.º Disco de Platina recebido pelo autor. Junta-se ao projecto Rio Grande com quem grava os discos "Rio Grande" e "Um dia de Concerto". Em 1998 é editado o disco "Avenidas" que nos mostra um Rui Veloso mais calmo e com mais vagar ("Do meu Vagar" é o tema emblemático deste disco). Gravado em Inglaterra, com músicos ingleses e produção de Luís Jardim, este disco contém, como curiosidade, um tema cantado em inglês. Em 1999 compõe o tema "Não me mintas", com letra de Carlos Tê, para o filme "Jaime" de António Pedro Vasconcelos. Dirige também a parte musical da série de televisão da TVI "Todo o tempo do Mundo". Rui Veloso é hoje uma espécie de instituição da Pop Nacional. Já nada tem a ver com o magrinho de bigode que cantava o "Chico Fininho". No entanto, a sua evolução como músico tem sido notória e o seu refinamento como artista e autor, também. [Aristides Duarte]

DISCOGRAFIA


CHICO FININHO [7"Single, EMI-VC, 1980]


AR DE ROCK [LP, EMI-VC, 1980]


A RAPARIGUINHA DO SHOPPING [7"Single, EMI-VC, 1981]


UM CAFÉ E UM BAGAÇO [7"Single, EMI-VC, 1981]

A MINHA NAMORADA ATÉ FALA ESTRANGEIRO [7"Single, EMI, 1982]


ESTRELA DO ROCK AND ROLL [7"Single, EMI-VC, 1982]


FORA DE MODA [LP, EMI-VC, 1982]


GUARDADOR DE MARGENS [LP, EMI-VC, 1983]


COSTA VERDE [7"Single, EMI-VC, 1984]


A ILHA [7"Single, EMI-VC, 1984]


RUI VELOSO [LP, EMI-VC, 1986]


ROCK DA LIBERDADE [7"Single, EMI-VC, 1986]


PORTO COVO [7"Single, EMI-VC, 1987]


PORTO SENTIDO [7"Single, EMI-VC, 1987]


O NEGRO DO RÁDIO DE PILHAS [7"Single, EMI-VC, 1987]


O NEGRO DO RÁDIO DE PILHAS [Test Pressing] [12"Maxi, EMI-VC, 1987]


O NEGRO DO RÁDIO DE PILHAS [12"Maxi, EMI-VC, 1987]


RUI VELOSO AO VIVO [2xLP, EMI-VC, 1988]


SÓ (VERMELHO) [MLP, EMI-VC, 1988]


SÓ (AZUL) [MLP, EMI-VC, 1988]

SAÍU PARA A RUA [12"Maxi, EMI-VC, 1988]


MINGOS & OS SAMURAIS [2xLP, EMI-VC, 1990]


NÃO HÁ ESTRELAS NO CÉU [7"Single, EMI-VC, 1990]


FIO DE BEQUE [7"Single, EMI-VC, 1990]


A PAIXÃO [7"Single, EMI-VC, 1990]


A PAIXÃO [7"Single, EMI-VC, 1990]


AUTO DA PIMENTA [2xLP, EMI-VC, 1991]


LOGO QUE PASSE A MONÇÃO [7"Single, EMI-VC, 1991]


MULHER D'ARMAS [7"Single, EMI-VC, 1991]


PRAIA DAS LÁGRIMAS [CD Single, EMI-VC, 1991]


MAUBERE [12"Maxi, EMI-VC, 1992]


MAUBERE [Test Pressing] [7"Single, EMI-VC, 1992]


LADO LUNAR [CD, EMI-VC, 1995]


LADO LUNAR [CD Single, EMI-VC, 1995]


BENVINDA SEJAS MARIA [CD Single, EMI-VC, 1996]


AVENIDAS [CD, EMI-VC, 1998]


LIMPA-CORAÇÕES [CD Single, EMI-VC, 1998]


TODO O TEMPO DO MUNDO [CD Single, EMI-VC, 1998]


NÃO ME MINTAS [CD Single, EMI-VC, 1999]


JURA [CD Single, EMI-VC, 1999]


20 ANOS DEPOIS [CD, EMI-VC, 2000]


SER IGUAL [CD Single, Fenacerci, 2001]


NUNCA ME ESQUECI DE TI [CD Single, EMI-VC, 2003]


O CONCERTO ACÚSTICO [DVD, EMI-VC, 2003]


O CONCERTO ACÚSTICO [2xCD, EMI-VC, 2003]


OS VELHOS DO JARDIM [CD Single, EMI-VC, 2003]


TEMOS UM SONHO [CD Single, EMI-VC, 2004]


ESPUMA DAS CANÇÕES [CD, EMI-VC, 2005]


BD POP-ROCK PORTUGUÊS [CD, Tugaland, 2011]


BANDAS MÍTICAS [CD, Lenoir, 2011]


RUI VELOSO E AMIGOS [CD+DVD, EMI Music Portugal, 2012]

COMPILAÇÕES


MÚSICA NOVA, MÚSICA NOSSA [LP, Vadeca, 1982]


CLAXON [LP, Polygram, 1991]


TIMOR LIVRE [CD, BMG, 1995]


MILLENNIUM [CD, EMI-VC, 1996]


VOZ & GUITARRA [2xCD, Farol Música, 1997]


POP ROCK EM PORTUGUÊS [2xCD, Megadiscos, 1997]


SOL MÚSICA [CD, BMG, 1998]


XX ANOS XX BANDAS: XUTOS & PONTAPÉS TRIBUTO [CD, EMI-VC, 1999]


PORTUGAL AO VIVO [CD, EMI-VC, 2002]


O MELHOR DO ROCK PORTUGUÊS 1980-1984 [CD, EMI-VC, 2003]


SONS DA PAZ [CD, EMI/Público, 2003]


O MELHOR DO ROCK PORTUGUÊS 1979-1985 [CD, EMI-VC, 2004]


POSTO DE ESCUTA [CD, EMI, 2005]


A CAUSE 2006 [CD, Independent, 2006]


FEBRE DE SÁBADO DE MANHÃ [3xCD, EMI, 2006]


O MELHOR DO ROCK PORTUGUÊS 1980-1989 [CD, Farol, 2007]


TRIBUTO A CARLOS PAIÃO [CD, Farol Música, 2007]


MÚSICAS PORTUGUESAS [CD, Tugaland, 2007]


LEOPOLDINA 2011 [2xCD, Continente, 2011]

PRESS
Ar (Puro) de Rock, Manuel Cadafaz Matos, Música & Som 58, 10-1980
À Espera de B.B., Miguel Francisco Cadete, Blitz nº 275, 06-02-1990
Perfil do Artista, António Pires, Blitz nº 293 de 12-06-1990
Do Céu caiu uma Estrela, António Pires, Blitz nº 303, 21-08-1990 [CAPA]
Pimenta na Língua, António Pires, Blitz nº 369, 26-11-1991
De Maubere à Comissão dos Descobrimentos, Maninha, Blitz nº 381, 28-04-1992
A Face Escura da Lua, Fernando Magalhães, Público nº 2084, 22-11-1995
Com o seu Vagar, António Pires, Blitz nº 578 de 28-11-1995
Pedidos e Achados, Patrícia Lemos, Promúsica 24, 01-1999 [CAPA]
Mudar de Rock, António Pires, Blitz nº 832 de 10-10-2000 [CAPA]
Saiu para as Ruas, António Pires, Blitz nº 836 de 07-11-2000
O Pai do Rock Português, Blitz nº 838 de 21-11-2000
Celebrar de Rock, João Martins, Promúsica 47 de 12-2000 [CAPA]
Cerveja, Computadores e Criação, Gonçalo Frota, Blitz nº 870 de 03-07-2001
Materna Doçura, Sérgio Costa, Blitz nº 957 de 03-03-2003
Rei Sem Coroa, Rui Miguel Abreu, Revista Blitz 13, 07-2007
Boa Companhia, Rui Miguel Abreu, Revista Blitz 79 de 01-2013

5 comentários:

dlt disse...

site oficial

http://www.ruiveloso.net

Desde sempre incluiu na discografia oficial o tributo ao disco "Ar de Rock". Mandei para lá essa correcção mas fizeram-se desentendidos.

Houve uma fase em que os discos promocionais não tinham capa mas felizmente foi recuperado com os CD-singles. Com o digital volta-se outra vez para trás nesse campo.

JRSilva disse...

Impressionante e detalhada discografia!
Encontrei este Blog numa busca porque ando à procura à mais de 20 anos do Maxi do "Negro do Rádio de Pilhas", mas nunca tive sucesso.

Como posso contactar o admin do Blog?
O botão "Contactos" no topo do site não está a funcionar...

dlt disse...

Porventura terá passado despercebido. No site de leilões miau.pt está à venda o disco de Rui Veloso para a campanha "Pirilampo Mágico".

http://miau.clix.pt/leiloes/leilao.jsp?offer_id=13631144

dlt disse...

Reparei que actualizou algumas entradas incluíndo a do Rui Veloso. O single "Ser Igual" aparece indicado mas sem o disco. O link para o leilão do miau está acima e ainda está activo. Talvez ainda não percebesse que esse disco é cantado pelo próprio RV.

odelay disse...

O "CAMINHANDO ATÉ TI" não pertence à discografia do Rui Veloso mas sim da Marité!