14 março 2009

STEALING ORCHESTRA



Tendo como pano de fundo a electrónica e a "samplagem" de todo o tipo de temas, os Stealing Orchestra começaram por ser notícia em 1998 quando lançaram a primeira maqueta, "Postcard People", recebida de uma forma surpreendente por parte da crítica muito devido à abordagem descontraída e irreverente sobre sonoridades básicas conhecidas, como é o caso da viola e do fado. As primeiras orquestrações valeram seis prémios na edição de 1998 dos Prémio Maquete. Em 2000, o projecto conseguiu editar o álbum de estreia, "Stereogamy", através da NorteSul. Quando tudo parecia prever que a banda iria iniciar uma normal carreira pelos trilhos da música portuguesa, eis que surge o primeiro EP, exclusivamente elaborado para a Internet e disponibilizado de forma gratuita. "É Português? Não Gosto!", surgiu no ano de 2001 e é uma hilariante sátira à música portuguesa onde até podemos encontrar o "Maravilhoso Coração" de Marco Paulo, numa versão bastante melhorada. A irreverência é aí levada ao extremo, tanto nas sonoridades como nos títulos politicamente incorrectos de alguns temas (“O Padre que mafiava a esmola ao Santo” ou “Overdose no WC da Feira Popular”). De regresso às edições ditas normais, os Stealing Orchestra editaram em 2003 aquele que viria a ser um dos discos do ano para algumas publicações nacionais. “The Incredible Shrinking Band” é o título de um filme dos anos 50 e marcou de certa forma a produção musical portuguesa do início do seculo XXI. Com o relativo sucesso do álbum, a banda conseguiu alcançar um certo estatuto e captar mais interessados para a sua sonoridade que então tinha a oportunidade de ouvir novos temas do colectivo do Porto num EP disponibilizado mais uma vez apenas na Internet. Para além dos Stealing Orchestra, os elementos do grupo colaboraram em diversos projectos: Fernando Sousa (guitarra) esteve bastante activo nos X-Wife; Gustavo Costa (bateria) colaborou com os Mécanosphère e num incontável número de projectos experimentais e o próprio João Mascarenhas (voz, sampling, electrónica) participou no disco de Mindelo. Fizeram também parte do colectivo os menos irrequietos Pedro Vidal (guitarra) e Armando Brás (professor de educação visual responsável pelas colagens que caracterizaram boa parte da imagem visual dos Stealing Orchestra e que fazia eco do facto de só ouvir metal, jazz e música clássica). Como curiosidade pode acrescenta-se o facto da banda ter feito remisturas para projectos tão antagónicos como os Holocausto Canibal, Mão Morta ou The Legendary Tiger Man. Em 2011, após um longo hiato, os Stealing Orchestra reapareceram com um novo longa duração, "Deliverance", publicado em regime de auto-edição.

DISCOGRAFIA


STEREOGAMY [CD, Nortesul, 2000]


KUNG FU TRUNX GIRL [CD Single, Nortesul, 2000]


É PORTUGUÊS? NÃO GOSTO! [MP3, YANSR, 2001]


INCREDIBLE SHRINKING BAND [CD, Zounds, 2003]


HAUNTED AND ALMOST LOST SONGS [MP3, YANSR, 2004]


BU! [MP3, YANSR, 2004]


DELIVERANCE [CD, You Are Not Stealing Records, 2011]


STEREOGAMY [Reissue] [MP3, You Are Not Stealing Records, 2012]


THE INCREDIBLE SHRINKINH BAND [Reissue] [MP3, YANSR, 2012]

COMPILAÇÕES


PRESS ON 01 [CD, Nortesul, 2000]


YOUR IMAGINATION [CD, Bor Land, 2002]


CAIS DO ROCK 04 [CD, Low Fly Records, 2002]


OFFLINE: 14 BANDAS [CD, 123som, 2003]


ROCK SOUND 12 [CD, Rock Sound, 2003]


PORTUGAL: A NEW SOUND PORTRAIT [CD, N Records, 2005]


CAN TAKE YOU WHERE YOU WANT [2xCD, Bor Land, 2005]


NO NOISE IN PORTO 01 [CD, Let's Go To War, 2005]


SAUDADE [MP3, Mimi Records, 2006]


T(H)REE 02 [CD, Cobra, 2012]


FUTURO PRIMITIVO [MP3, YANSR/Chili com Carne, 2012]

PRESS
Nova Aventuras em Baixa Fidelidade, Jorge Lopes, Blitz nº752, 30-03-1999
Cem Anos de Perdão, Jorge Manuel Lopes, Blitz nº 807 de 23-04-2000
Patilhas & Ventoinhas: Operação Belas Artes, NO, Blitz nº 852 de 26-02-2001
Apanhados na Rede, Jorge Manuel Lopes, Blitz nº 899 de 22-01-2002
O Tamanho Não Importa, Ana Markl, Blitz 987 de 30-09-2003
Uma Orquestra na Twilight Zone, Victor Afonso, Mondo Bizarre nº17, 11-2003
A Fanfarra Global, Pedro Trigueiro, Rock Sound nº 12 de 11-2003
Ladrão que rouba Ladrão, Ricardo Martins, Underworld nº14, 01-2005

0 comentários: