25 abril 2009

HOSANNA



O grupo Hosanna apareceu na cena rock nacional em 1974, com um estilo muito próximo do Hard Rock, influenciado por grupos como os Deep Purple ou os Black Sabath. Constituídos por João Carlos (voz), Mário Ceia (bateria), Agnelo Monteiro (teclas), Alberto Gomes (guitarras) e Zé André (baixo), os Hosanna eram dos grupos portugueses que mais actuações faziam, tocando sobretudo em bailes de finalistas e noutras festas dos estudantes liceais, conseguindo arregimentar uma grande legião de fãs. A indumentária dos membros da banda (calças à boca de sino e cabelo comprido) era uma das imagens de marca do grupo. Nunca chegaram a gravar qualquer disco porque, na época, tal era muito difícil, mesmo para grupos como os Hosanna que tinham público fiel. O seu repertório era composto por temas cantados em português, dentro do estilo rock pesado. Ficaram famosos os sons que Agnelo conseguia tirar dos seus diversos teclados (e do Lesley a eles associado), sobrepostos uns nos outros, bem como as performances de João Carlos. Em 1978 dá-se uma mudança no line-up da banda: saem João Carlos (que passa a ser vocalista dos Ferro & Fogo) e Mário Ceia, sendo respectivamente substituídos por Aristides Serafim e João Teixeira. Das suas composições, a que ficou mais conhecida foi "Se eu Fosse Deus ou Rei", com letra de João Teixeira e música de Agnelo Monteiro. O grupo termina a sua carreira em 1980. João Teixeira consegue um contrato discográfico, em 1982, e sob o pseudónimo de JTX chega a gravar e a editar um LP, com um tipo de música próximo do pop, experiência essa que não teve continuidade. Agnelo passa a tocar em grupos de baile e João Carlos continua, ainda hoje, com os Ferro & Fogo. Dos restantes elementos não se voltou a ouvir falar no panorama musical português. [Aristides Duarte]

0 comentários: