02 abril 2009

LINHA DA FRENTE



Como os próprios membros do projecto gostavam de sublinhar, a Linha da Frente não se tratava de um grupo, antes de um espaço onde os seus distintos elementos, provenientes das mais variadas áreas musicais, se encontravam para experimentar. Iniciado em 1999 como forma de celebrar os 25 anos do 25 de Abril, este espaço de interacção deu por finadas as suas actividades em 2002, com a edição do seu único longa duração homonimamente intitulado. Sob o título Rock e Revolução, este projecto nasceu da conjugação de esforços de um conjunto de 14 músicos: João Aguardela (Sitiados, Megafone, mais tarde Naifa), Luís Varatojo (Despe & Siga, mais tarde também Naifa), Viviane (Entre Aspas), Dora Fidalgo (Delfins), Janelo da Costa (Kussondulola), Emanuel Ramalho (bateria, Delfins), Nuno Rafael (guitarra, Despe e Siga), Miguel Martins (baixo, Delfins), Rui Duarte (Ramp), Jaime Oliveira (teclas), Castora (percussão, Delfins), João Marques, Jorge Oliveira e Cabrita (todos Despe e Siga). Neste trabalho interpretaram um conjunto de temas, baseado em poemas extraordinários de autores portugueses como Fernando Pessoa, Natália Correia, António Aleixo, Manuel Alegre, António Ramos Rosa, Ary dos Santos e Alexandre O'Neil. Para além das letras de qualidade inatacável, a música navega pela pop, música tradicional, electrónica, hip-hop ou dub, dando um colorido inesperado a um disco intrinsecamente português. O grupo, que acabou por ser um pouco a génese dos A Naifa, foi criado sob a batuta de Vitor Fernandes, o seu manager, aquando das Festas de Lisboa. Após três semanas de ensaios, numa altura em que alguns dos elementos dos Los Tomatos, ainda integravam o colectivo, o projecto estreou-se ao vivo, na Praça do Comércio, num espectáculo chamado de "Rock & Revolução". Foi após esta apresentação que alguns dos músicos descobriram afinidades entre eles e decidiram criar algo mais concreto e sedimentado. Das versões passaram à composição própria. Actuaram na Festa do Avante, editaram um disco e depois disso a história passou a ser outra.

DISCOGRAFIA

MUDAM-SE OS TEMPOS... [CD Single, Edição de Autor, 1999]


LINHA DA FRENTE [CD, Universal, 2002]


AS FACAS [CD Single, Universal, 2002]

COMPILAÇÕES


MUNDIAL 2002: CD NÃO OFICIAL [CD, Universal, 2002]


O MELHOR DA MÚSICA PORTUGUESA [CD, Universal, 2002]

PRESS
Selecção Nacional, Blitz nº 769 de 27-07-1999
Rock & Celebração, Sónia Pereira, Blitz nº 775 de 07-09-1999
Cante-se a Poesia, Blitz nº 877 de 21-08-2001
A Hora da Poesia, Gonçalo Frota, Blitz nº 905 de 05-03-2002
Ecletismo Contagiante, Ana Serafim, Raio X nº 44 de 04-2002

2 comentários:

mpt disse...

[1999]O primeiro registo do projecto Linha da Frente foi um Cd-single, em edição de autor, cujo tema principal é "Mudam-se os Tempos, Mudam-se a Vontades". As receitas reverteram a favor do CNRT.

Edgar Cavaco disse...

Falta a menção ao single "Não Posso Adiar o Coração" (2001).