05 abril 2009

MATA-RATOS



O grupo formou-se em em Lisboa em 1982. A formação original incluía o vocalista Jorge Leal (aka Morte Lenta, 1982-1984), o guitarrista Pedro Coelho (guitarra, 1982-1997, posteriormente membro dos Anti-Clockwise), o baixista Eduardo Pinela (1982-1983) e o baterista Jorge Cristina (1982-1990). As aspirações tornaram-se mais profundas em 1988. Nessa altura, o grupo era constituído por Miguel Newton (voz, desde 1984), Pedro Coelho (guitarra), Cascão (baixo) e Jorge Cristina (bateria). A primeira edição oficial dos Mata-Ratos foi a maqueta homónima, lançada pela Raticida Records, gravada em 1987 e que compilava oito temas clássicos, dos quais "A Minha Sogra é Um Boi", "O Eterno Enrabado" e "Jardim da Celeste", serão, talvez, os mais ouvidos desta banda praticante de uma espécie de street core cáustico e humorado a quem não foi difícil arranjar admiradores. A cassete venderia cerca de 700 cópias e, para além disso, muitas cópias gravadas em casa haveriam de ser feitas. Em 1989 concorrem ao 6º Concurso do Rock Rendez-Vous mas são afastados da final. O grupo assina pela EMI-VC e em Maio de 1990 grava em Paço de Arcos o seu álbum de estreia com produção de Paulo Pedro Gonçalves. "Rock Radioactivo" é editado em Julho de 1990, atingindo o 5º lugar do top português e vendendo mais de 6 mil cópias. Em 1990, Cascão e Jorge Cristina abandonam o grupo, ficando este vários meses sem ensaiar até serem admitidos Cenoura (baixo) e Alberto (bateria). Em Agosto de 1991, João Brr entra para o lugar de Cenoura e em Dezembro desse ano, os Mata Ratos gravam cinco temas para apresentar à editora. A EMI não aceita os temas e o grupo rescinde o contrato. Em 1993, Moles e Delfim substituem Brr e de Alberto. "Expulsos do Bar", EP editado em vinil com os temas gravados em Dezembro de 1991, é editado em 1994 sendo, no ano seguinte, editado na Alemanha pela Street Beat. Ainda em 1994, a Drunk Records edita um split-CD com temas de Mata-Ratos, Pé de Cabra e Garotos Podres. O registo incluía três dos cinco temas do EP "Expulsos do Bar" mais oito temas gravados ao vivo. Em 1995 é editado o disco "Estás Aqui, Estás Ali". Os Mata-Ratos, em conjunto com o grupo brasileiro Garotos Podres, fazem uma digressão pela Alemanha de forma a promover este novo disco. As duas bandas lançam o split EP "Bebedeiras & Miúdas Tour 95" pelo selo Walzwerk. Em 1996, Vieira entra para o lugar de Delfim e Gordo Metralha substitui Moles. "Xu-Pa-Ki 82-97", uma edição limitada, comemorativa dos 15 anos de carreira do grupo, é editada em 1997. A compilação inclui temas do EP "Expulsos do Bar", temas incluídos na compilação "Vozes da Raiva", músicas ao vivo e músicas das primeiras maquetas. Em Outubro de 1997, os Mata-Ratos gravam o disco "Sente o Ódio". A seguir à gravação deste disco, Pedro Coelho decide sair do grupo. "Sente o Ódio" só seria editado em 1999, através da Alarm! Records. O disco inclui 12 temas entre os quais, "Festa Tribal", "Entre Os Destroços" e "Leis de Merda". Ainda em 1999 é editado, pela francesa Crânes Blasés, o 7"EP "Crime", gravado já com a nova formação. Trata-se de uma edição limitada a 555 cópias em vinil colorido e que inclui um tema inédito, bem como três composições antigas. No ano de 2000, o grupo grava, no formato CDR, "Por Um Punhado de Ratos", trabalho disponibilizado pela B.A.R. Productions. Em 2002 é editado um split-CD, de Mata-Ratos e Urban Crew. Em Novembro desse ano, a banda inicia uma tour com os The Suspects que os levará a países como Portugal, França, Espanha e Bélgica. Em Setembro de 2003, a Rastilho Records edita um EP em Vinil com 4 temas - três inéditos e um gravado ao vivo. A edição de "Deus, Pátria e Família" é limitada e numerada a 525 cópias. A formação actual incluí Miguel Newton (voz), Alexandre Bacala (baixo), Ricardo Vieira (bateria) e José Pedro Sarrafo (guitarra). Participam no disco "Hangover HeartAttack" de tributo aos Poison Idea e logo de seguida Bacala e Bibi abandonam a formação, regressando o baterista Ricardo Vieira e dando-se a entrada de um novo membro para o baixo, Arlock Esteves. O álbum "És um Homem ou és um Rato" é editado em Junho de 2004 pela Ataque Sonoro e em 2005 é editado "Festa Tribal", registo gravado ao vivo em 24 de Abril, na Martingança, na localidade de Maceira, Leiria.

DISCOGRAFIA

MANIFESTO DE COMBATE [Tape, Zagreb Productions, 1985]
MATA-RATOS [Tape, Raticida Records, 1989]


ROCK RENDEZ VOUS 26-11-1987 [DVD, Bootleg, 1987]


ROCK RADIOACTIVO [LP, EMI-VC, 1990]


XAVIER [7"Single, EMI-VC, 1990]


ARMANDO É UM COMANDO [7"Single, EMI-VC, 1990]


EXPULSOS DO BAR [12"EP, Drunk Records, 1992]


BEBEDEIRAS E MIÚDAS TOUR 1995 [7"Single, Walzwek Records, 1995]


ESTÁS AQUI ESTÁS ALI! [CD, Drunk Records, 1995]


XU-PA-KI 1982-1997 [CD, Fast'n'Loud, 1997]


SENTE O ÓDIO [CD, Alarm! Records, 1999]


CRIME [7"Single, Crânes Blasés, 1999]


LISBONNE VS PARIS [CD, Bords du Seine, 2002]


DEUS, PÁTRIA & FAMÍLIA [7"Single, Rastilho Records, 2003]


ÉS UM HOMEM OU ÉS UM RATO? [CD, Ataque Sonoro, 2004]


FESTA TRIBAL [2xCD, Rastilho Records, 2005]


NOVOS HINOS PARA A MOCIDADE PORTUGUESA [CD, Rastilho Records, 2007]


SPLIT [c/Clockwork Boys] [7"Single, Dog City Records, 2013]


BANDA SONORA DO APOCALIPSE ANUNCIADO [CD, Rastilho, 2016]

COMPILAÇÕES


VOZES DA RAIVA 01 [CD, Fast'n'Loud, 1994]


VOZES DA RAIVA 02 [CD, Fast'n'Loud, 1995]


PLAY IT LOUD! [CD, Fast'n'Loud, 1995]


OI! RARE AND EXOTICA [CD, Love Music Hate Racism, 1996]


SONGS ABOUT DRINKING [2xLP, Too Many Records, 1996]


A IDADE DO PECADO [CD, MCA, 1996]


WE ARE THE BOIS! [CD, Bronco Bullfrog, 1996]


PLAY IT LOUD! [Reissue] [CD, Fast'n'Loud, 1996]


ROCK'N ROLL DELO TERCEIRO MUNDO 03 [CD, HP Records, 1997]


CAUGHT IN THE CYCLONE [CD, Cyclone Records, 1997]


CAOS EM PORTUGAL [CD, Fast'n'Loud, 1997]


TO THE EAST AND TO THE WEST [7"Single, Bastard/FNL, 1998]


OI! UM GRITO DE UNIÃO 01 [CD, Rotten, 1998]


SCENE KILLER! [CD, Outsider Records, 1998]


THE FIRST TEN YEARS [CD, Walzwerk Records, 2000]


ROCK SOUND 07 [CD, Rock Sound, 2003]


HaANGOVER HEARTATTACK: POISON IDEA TRIBUTE [CD, Ataque Sonoro, 2003]


PORTUGUESE NIGHTMARE: TRIBUTE TO MISFITS [CD, Raging Planet, 2005]


TALES FROM THE STREETS 02 [CD, Knock Out Records, 2005]


O MELHOR DO POP PORTUGUÊS 1985-1990 [CD, EMI, 2005]


FIGHT KILL DIE HURT MAIM [7"EP, Poorly Packaged Products, 2006]


CÍRCULO DE FOGO 02: RITUAL [MP3, Círculo de Fogo, 2007]


ENTULHO SONORO 05 [CD, Underworld, 2008]


ATAQUE FRONTAL [2xCD, Impulso Atlântico, 2008]


ROCK'N RIOTS: A TRIBUTE TO FOORBALL FANS [CD, Portugal Ultra, 2008]

CURIOSIDADES


ESCÂNDALO ROCK [CD, Discossete, 1997]

CASSETES
Rock Rendez Vous, Lisboa 1985 (9 Temas, 25:03)
Demo Tape 1985 (4 Temas, 10:22)
Demo Tape 1988 (8 Temas, 18:24)

PRESS
Mata Ratos 88, José Faísca, LP nº 2 de 10-11-1988
Depois dos Factos, José Faísca, LP nº 15 de 02-02-1989
Mata Ratos põe Público aos Saltos, A Capital, 20-03-1989
Finisterra, António Pires, Blitz nº 230 de 28-03-1989
Público & Notório: Mata Ratos, Paula Brito, Mais Semanário, 01-04-1989
Rock Sem Espinhas, Miguel Francisco Cadete, Blitz nº 265 de 28-11-1989
Raticida, Fernando Marques, Blitz nº 299 de 24-07-1990
Há Ratos no Porão, Miguel Francisco Cadete, Blitz nº 300 de 31-07-1990
O Povo é Sereno, Jorge Manuel Lopes, Blitz nº 578 de 28-11-1995
Alô Alô D.Rosa, Luís Pinheiro de Almeida, Blitz nº 963 de 15-04-2003
Rock Radioactivo na Primeira Pessoa, Pedro Trigueiro, Rock Sound nº 7, 05-2003
Terroristas Urbanos, Joaquim Pedro, Underworld nº14, 01-2005

1 comentários:

Mountain Goat Productions disse...

Algumas cassetes que tenho de mata ratos:


MATA RATOS @ Rock Rendez Vous, Lisboa 23-10-1986 AUDIO
MATA RATOS @ Rock Rendez Vous, Lisboa 26-05-1989 AUDIO
MATA RATOS @ 1ª Maquete AUDIO

quem estiver interessado, estou sempre disposto a fazer trocas.

mountaingoatproductions gmail ponto com