25 abril 2009

OS PLUTÓNICOS



Pertencentes à mesma geração dos Sheiks, Chinchilas, Conjunto Mistério e outros, Os Plutónicos formaram-se em 1962, na Pontinha. Começaram por ser um conjunto de baile que tocava os êxitos do momento para as pessoas dançarem. Uma das suas formações era composta por José Pimentel (guitarra), Vítor Alves (guitarra), Gino Garrido (voz), António Fernando (baixo) e Vítor Capela (bateria). Esta formação chegou a gravar alguns singles, com temas cantados em português. Gino Garrido era, aliás, um vocalista bastante conhecido no meio musical da época. A banda foi sofrendo variadas mudanças de line-up, até que estabiliza, já nos anos 70, com Necas (guitarra), Alfredo Azinheira (baixo), João Seixas (voz), Óscar (piano) e Mário Rui (bateria). A maioria destes músicos tinha passado por grupos como os Petrus Castrus. Em 1977 o grupo passa a ser conhecido pelo nome de Ferro & Fogo, sendo o seu circuito habitual os bailes de finalistas e um ou outro concerto. Para além disso, eram obrigados a tocar em bailes das festas populares, para conseguirem sobreviver como profissionais. A sua música, nos anos 70, estava próxima do Hard-Rock, com umas pequenas pinceladas de sinfonismo. Compuseram temas que apresentavam nos seus espectáculos. Desses temas houve dois que se destacaram: "Timor" (o primeiro tema de um grupo português a falar sobre a ex-colónia portuguesa, muito antes dos Trovante) e "Pássaro de Fogo" (um tema longo, ao estilo de opereta-rock que nunca chegou a ser representada, por falta de condições financeiras e técnicas). Nenhum deles foi gravado em disco. Qunado a banda muda de nome para apenas Ferro & Fogo dão-se mudanças na formação. João Seixas é substituído por João Carlos, vindo dos Hosanna. A banda consegue contrato discográfico e edita dois singles e um LP, mas a gravação era tão má e o estilo musical tão estereotipado (baseado nos velhos clichés do Hard-Rock) que a experiência não voltou a ser repetida. João Seixas irá tocar bateria com o Novo Grupo de Júlio Pereira (com quem já tinha tocado nos Petrus Castrus) e Alfredo Azinheira recruta outro elemento e participa no Festival da Canção da RTP, em 1987; com o Duo Nevada. Os Ferro & Fogo ainda hoje continuam em actividade, tocando covers em festas populares. Da formação dos anos 70 ainda conservam João Carlos e Necas. Os Plutónicos / Ferro & Fogo são, pois, uma das formações com maior longevidade no panorama do rock nacional. [Aristides Duarte]

DISCOGRAFIA


GOOD BYE MY LOVE [7"EP, Alvorada, 1967]

COMPILAÇÕES


MUSIC BOX 60's 11 [CD, JN/Movieplay, 1997]


PORTUGUESE NUGGETS 02 [LP, Galo de Barcelos, 2007]

0 comentários: