13 abril 2009

POPELINE BEIJE



Os Popeline Beije tiveram o seu início no ano de 1981, em Cascais. O nome da banda era uma metáfora , já que não se referia ao tecido chamado popelina, mas sim a "pop line" ou linha pop. Apresentaram-se como uma banda com influências da corrente futurista e neo-romântica, cujos principais mentores eram bandas como os Duran Duran, Classics Noveaux ou Spandau Ballet. A formação da banda era Alexandre Correia (guitarra), João Barros (baixo), Luís Filipe Valentim (teclados, futuro Rádio Macau), Ramalho(bateria, ex- Faíscas, ex- Corpo Diplomático e membro dos Street Kids, futuro Delfins) e José Braz (violino). No ano da sua formação conseguem um contrato discográfico com a Polygram e editam um single com os temas "Coisas Bravas" e "Pop Snob". Produzido por António Pinho (membro da Banda do Casaco e produtor de muitas bandas nos anos 80), este single dava apenas uma pálida ideia das potencialidades da banda. Aliás, o produtor exigiu mesmo que a banda fizesse um som muito comercial, quando tal não era a intenção dos membros dos Popeline Beije. Apesar de tudo, o disco conseguiu uma boa projecção mediática e chegaram a vender-se bastantes exemplares. Em 1982 será lançado um novo single com um som muito mais elaborado, dentro daquilo que a banda queria mesmo fazer. Esse single incluía os temas "Chama de Outono" e "Delírio". Muito mais elaborado, com menos preocupações de ser comercial, este disco era mesmo o que a banda precisava para calar algumas críticas que colocavam os Popeline Beije como representantes portugueses do pior que vinha dos futuristas ingleses. A banda conseguiu, ainda assim mais alguma projecção a nível nacional ao fazer a primeira parte dos ingleses Duran Duran, quando estes tocaram em Portugal e foram presenciados por 8.000 pessoas, no primeiro dia e 5.500 no segundo dia. Segundo dados da editora a banda conseguiu vender 5.000 exemplares dos dois singles. Infelizmente, a partir do lançamento do segundo single a banda deu por terminadas as suas actividades. Alguns dos seus elementos (Alexandre Correia e João Barros) farão mais tarde parte dos F.A.S. (Fantásticos Abridões da Selva). [Aristídes Duarte]

DISCOGRAFIA


POP SNOB [7"Single, Polygram, 1982]


CHAMA DE OUTONO [7"Single, Polygram, 1983]

0 comentários: