05 abril 2009

RENEGADOS DE BOLIQUEIME



Constituídos em 1993, no Porto, por Frágil (voz), Guerra (guitarra) e Giró (bateria), os Renegados de Boliqueime foram uma banda histórica do punk português. O seu estilo aproximava-se do street-punk britânico, com música agressiva e crítica, cultivando uma filosofia niilista e de apologia do álcool e das drogas. São particularmente conhecidos pela música "Troco Deus Por Uma Cerveja" e pelo clima explosivo e caótico dos seus concertos, marcados pela característica presença em palco do vocalista seu Frágil, mestre na arte da contorção, gritaria estridente e sangue na testa provocado pelos golpes de microfone auto-infligidos. Na relidade, o grupo havia surgido antes do seu parecimento oficial, integrando no colectivo Giró, Frágil, Mosca (ex-Cagalhões) e um outro elemento não recenseável. Após 1993 e já com a designação conhecida, o grupo actuou ao vivo durante um ano e meio até que Libelinha (baixo) integra o line up. Este tocou apenas em dois concertos, sendo substituído por Óscar que, quatro aparições ao vivo depois, dará lugar a Rui. O grupo editou uma maquete em 1996 intitulada "Get Drunk Stay Punk" e gravada por Frágil, Guerra, Rui (baixo) e Giró. Em inícios de 1998 constou que o projecto iria gravar um single através da editora portuense Alfinete Records, mas o facto nunca se chegou a concretizar. Terminaram em 2003 devido a conflitos internos no seio da banda. Porém, em 2005 deram novos concertos (com Soda Káustica) e em 2006 (com Fora de Serviço), revivendo o antigo espírito da banda em actuações onde o convívio parecia ser mais importante que a música. Alguns membros do projecto estaão hoje envolvidos noutras bandas portuenses: Frágil é vocalista dos Motornoise e dos Frágil & the Alcoholic Friends, Giró é baterista dos Freedoom e Dokuga, enquanto Guerra integra os Motornoise e os Ghosts of Port Royal.

DISCOGRAFIA


AO VIVO NO HARD CLUB [CDR, Alfinete Recordes, 1997]


RENEGADOS DE BOLIQUEIME: 1993-2001 [CD, Puta Punx Disorgonisation, 2001]

0 comentários: