26 abril 2009

ROCK FINAL



Fanzine Rock Final S/N
Corria lentamente o ano de 1981 e surgia "Rock Final". Sem qualquer referência editorial e/ou bibliográfica, a edição surge sóbria e eficaz, procurando divulgar aquilo que realmente valia a pena e estava a acontecer. António Sérgio estava por detrás da publicação e a publicidade, na contra-capa, ao seu Rolls Rock, já com uma referência, a título de slogan, ao jogo de palavras "Som da Frente" (que ´dará muito que contar enquanto programa uns anos mais tarde) a rolar todas as noites no éter da Rádio Comercial entre as 00:00 e a 01:00 da manhã não enganava. Fortemente ilustrado e - para quem conheceu -, graficamente muito influenciado pela "Rock et Folk" da altura, apresentavam-se, no fanzine fotocopiado, bandas como U2, Joy Division, Suicide, The Cramps, Bauhaus, The Fall, The Sound, Wire, Siouxsie & The Banshees, Marquis de Sade, A Certain Ratio e todo o movimento oriundo da cidade de Sheffield. Lembremo-nos que se estava em 1981... E já agora, a título de mera curiosidade, os 10 melhores álbuns desse ano para o Rolls Rock, como constava numa das páginas do fanzine:

01. Talk Talk Talk - The Psychedelic Furs
02. October - U2
03. Was Not Was - Was Not Was
04. Nah Poo, The Art of Bluff - Wah
05. Sandinista - The Clash
06. My Life in The Bush of Ghosts - Brian Eno + David Byrne
07. Heaven Up Here - Echo & The Bunnymen
08. Mask - Bauhaus
09. Fire of Unknown Origin - Blue Oyster Cult
10. Faith - The Cure


Tinhamos John Peel português...

3 comentários:

ert disse...

Ainda bem que o blog está aberto novamente. Embora seja mais um motivo para perder mais tempo na net.

Se não engano "Som da Frente" era o slogan do programa. Por isso não era futurologia.

Bourbonese disse...

Correctíssimo. O programa surgirá mais para a frente. Corrigido.

jão da silva disse...

ainda guardo o Rock Final - para os meus netos (futurologia...). Curioso, só tenho 5 da lista dos melhores do Rolls de 81 ( de estranhar, porque na altura devorava os programas do Sérgio!!!). ... ... Portugal mudou muito. Demais!