17 abril 2009

ZOE



Em 1997 Rui Pintado e Rui Coutinho, estimulados por colaborações anteriores e pela vontade de partilhar visões e sonoridades, decidiram registar essa confluência de interesses. Sem preocupações estéticas predefinidas, o trabalho de composição acabaria por se revelar profícuo e demonstrador de potencialidades a explorar. Assumindo uma particular apetência pela desconstrução, pela opção tecnológica e pelo trip-hop mais cru, tal colaboração deu rapidamente lugar aos Zoe. A primeira fase do grupo culmina com a gravação da maqueta "Acid Junk Food & The Sides Effects", que obteria algum feedback junto da crítica, especialmente depois da participação nos Prémios Maqueta 98. Meses mais tarde é editado num dos CDs da revista Promúsica o tema "Contos de Fadas". Segue-se uma fase de reflexão que culminará com uma mudança do som e da estética. A entrada de Eduardo Peixoto e de João Cunha para o projecto produziu efeitos tão interessantes como inesperados. Depois da abordagem experimentalista e algo agressiva, a banda mergulha num som mais íntimo em busca das canções simples. A serenidade e a convicção tomaram conta da fúria e da vontade, baixando o volume da insensatez e saboreando as pequenas coisas. Em 1999, os Zoe integram a colectânea "Outros Sons-Jovens Criadores de Penafiel" e regressam aos palcos: actuam em Penafiel e no Porto, participam nas Noites Ritual Rock e no Festival Termómetro Unplugged. Em 2001 gravam, nos estúdios Indústria Rock, o seu EP de estreia, "Songs From the Boderline". Oriundos de Paços de Ferreira, os Zoe foram formados por Rui Paulo Pintado (guitarra, programações e teclas), Eduardo Peixoto (contrabaixo), João Cunha (bateria e percussões) e Rui Coutinho (voz e teclas). Em 2002 editam o álbum "Synth-O-Matic", gravado nos Estúdios Indústria Rock em Penafiel, tendo este sido considerado um dos mais importantes discos doa no. Nas sua composições notam-se incursões breves por territórios do soul e do jazz, conferindo-lhes uma forte expressão emocional. Oriundos de Penafiel mantiveram-se sempre à margem dos movimentos musicais em voga, atingindo públicos muito específicos e limitados.

DISCOGRAFIA


SONGS FROM THE BORDELINE [CD Single, Edição de Autor, 2001]


SYNTH.O.MATIC [CD, Edição de Autor, 2002]

CARRY ON [CD Single, Edição de Autor, 2004]

COMPILAÇÕES


OUTROS SONS [CD, Câmara Municipal de Penafiel, 1999]


PROMÚSICA 39 [CD, Promúsica, 2000]


PROMÚSICA 55 [CD, Promúsica, 2001]


YOUR IMAGINATION [CD, Bor Land, 2002]

XIII CANTIGAS DO MAIO [CD, Câmara Municipal do Seixal, 2002]


DIVERGÊNCIAS.COM [CD, Independent Records, 2004]


CAIXA DE MÚSICA [CD, Câmara Municipal de Paredes, 2004]

PRESS
Destaques, Promúsica 55 de 08-2001
À Porta daquela Igreja, Sérgio Costa, Blitz nº 920 de 18-06-2002
Pills, Thrills & Doublebass, Sérgio Costa, Blitz nº 922 de 02-07-2002
Neblina Matinal, Gonçalo Frota, Blitz nº 927 de 06-08-2002

0 comentários: