27 maio 2009

GALA DROP



Recebido com entusiasmo em 2008, o ano do seu aparecimento, o projecto lisboeta Gala Drop é constituído por Nelson Gomes, Tiago Miranda, G. Gonçalves e Afonso Simões. A sua sonoridade é muito própria, fugundo a catalogações ou variáveis reconhecíveis dentro do panorama nacional. Não é pop, mas também não é rock. Tem matrizes da música negra ou da electrónica, mas não faz dançar numa discoteca. É uma obra híbrida, construída entre géneros (kraut-rock, electrónica, música ambiental, dub, psicadélica) que retoma o trilho de legados deixados por gente como os Can, The Pop Group, Lights In Fat City ou os A.R. Kane. O seu lugar é, contudo, a contemporaneidade, e isso é notório na dimensão escultórica do som (e dos espaços entre os sons) ou no modo como a linearidade dos temas permite, quase imperceptivalmente, uma profusão de melodias e ritmos. Nesse sentido, Gala Drop é rigorosamente um trabalho de estúdio, portanto de acumulação e manipulação de elementos que podem tomar a forma de um acorde, um riff, um eco ou uma batida. O facto de ser maioritariamente instrumental contribui para o efeito hipnótico e quase “subliminar” de algumas faixas como “Frog Scene”, mas o enfoque no processo não significa excesso de frieza ou racionalismo. Os músicos conseguem, quase sempre, trazer uma dimensão orgânica à música que produzem: não faltam, por isso, momentos de embriaguez, dolência e felicidade. [José Marmeleira]

DISCOGRAFIA


GALA DROP [CD, Gala Drop Records/Flur, 2008]


GALA DROP [LP, Gala Drop Records/Flur, 2008]


OVERCOAT HEAT [12"Maxi, Golf Channel, 2010]


BRODA [12"EP, Gala Drop Records, 2012]


GALA DROP II [CD, Golf Channel Recordings, 2014

COMPILAÇÕES


BONS SONS [2xCD, SCOCS, 2012]

0 comentários: