30 maio 2009

HAND PUPPETS



Os Hand Puppets são uma banda originaria da Figueira da Foz, formada em 1995, numa altura que se verificou um “boom” de bandas de Rock na zona Centro de Portugal. No seio dessa cena musical, foram uma das banda que conseguiu editar um disco, através da editora conimbricense Nova Independência, trabalho esse baseado num punk rock básico, rotineiro e sem rasgo. Marco (bateria), Nuno Marques (baixo), Nelson Afonso (voz) e Victor Laborda (guitarra) foram os membros fundadores do projecto até que em finais de 1995 Álvaro Monteiro (futuro membro do projecto hip hop Jetuga) substitui Marco na bateria e logo de seguida António Lourenço (guitarra) substituí Victor Laborda. Em finais de 1997 a banda entra em estúdio com vista à gravação de 4 novos temas, procurando experimentar uma sonoridade diferente da até então praticada. Gravam uma demo nos Estúdios Clic de Coimbra, sendo que os diversos temas registados irão fazer parte de diversas compilações editadas na época: (A)tracção Total 4x4, Santos da Casa e Nova Independência Vol.5. Tocam então, com outras bandas, no Hard Club em Vila Nova de Gaia, sendo a actuação registada pelo técnico residente, Mário Pereira, que é intitulada de "Ao Vivo no Hard Club" e editada em formato CD em regime de auto-edição, sendo usado como cartão de visita junto organizadores de espectáculos e meios radiofónicos. Por esta altura o guitarrista António Lourenço dedica-se à produção e gravação do primeiro trabalho dos Caffeine e regista a sua própria maquete de dez temas, que obteve boas criticas nalguma imprensa, acabando mesmo por gravar um CD que lhe abrirá as portas na Universal Records. Em 2000 os Hand Puppets retomam actividade, gravando 4 novos temas que integrarão um CD chamado "Blowdown System" que nunca será editado.

DISCOGRAFIA


MY BAND LIVE [CD, Nova Independência, 1995]

COMPILAÇÕES


NOVA INDEPENDÊNCIA 01 [CD, Nova Independência, 1994]


ALTERNATIVE ROCK'GAR [CD, Estúdio Gar, 1996]


SANTOS DA CASA [CD, Coimbra B, 1998]


NOVA INDEPENDÊNCIA 05: PAÍS REAL [CD, Nova Independência, 1998]


4x4 (A)TRACÇÃO TOTAL [CD, Coimbra B, 1998]

3 comentários:

Anónimo disse...

Victor Laborda apenas integrou a banda nos últimos 6 meses em que a banda esteve no activo. Em 1995 era o Luís Cabete que estava com palhetar e foi membro fundador.

Anónimo disse...

O Vítor Laborda além de só ter integrado a banda nos últimos 6 meses, revelou-se incapacitado para o Rock, por ter saído do armário em relação à sua sexualidade. Ainda chegou a formar uma banda chamada Superdinamite, onde que cantava sobre a abolição das drogas. Após ter sido submetido a uma operação genital, mudou-se para Lisboa, e agora dá-se pelo nome de Teresa.
O único guitarrista realmente macho que passou naquela banda foi o Luís Cabete.

Zé bigode disse...

O Nelson Afonso era um gostozão ai mae