27 maio 2009

LUCRETIA DIVINA



Nascidos em 1990 em Viseu, os Lucretia Divina foi um projecto de Fernando Alagoa, Rini Luyks (posteriormente Boris Ex-Machina) e do já falecido José Valor (ex-Bastardos do Cardeal, ex-Centro de Pesquisas Ruído Branco, ex-Major Alvega). Tiveram bastante exposição mediática no ano de 1991 por força das suas prestações no s Concursos de Música Moderna da Câmara Municipal de Lisboa e Aqui del Rock da RTP (que venceram). O seu mais emblemático tema foi “Maria”, mas “Romagem de Traineiras” e “Cartel de Sevilha” também se foram destacando. O som da banda tinha como base a electrónica com recurso a melodias tradicionais apoiadas numa percussão digital discreta mas eficiente. O vocalista tinha dotes de performer, revelando uma presença carismática e teatral que o distinguia. Só manifestava um problema que passava pela colagem demasiado evidente a vocalizações tipo Mão Morta. As letras também se revelavam fortes e bem construídas, distinguindo-se nos pseudo poemas que proliferavam na então música moderna. Editaram posteriormente o CD “Mal d’Honor” pela independente MTM antes de desaparecerem.

DISCOGRAFIA


MARIA [7"Single, MTM, 1993]


MAL D'HONOR [CD, MTM, 1993]

CASSETES
Feira S. Mateus, Viseu 1990 6 31:16 3

PRESS
Volver Sem Esquecer, Miguel Santos, Blitz nº325 de 225-01-1991
O Bradar de uma Fogueira, Miguel Santos, Blitz nº345 de 12-06-1991
Rumo ao Vento ao Som das Sereias, Miguel Santos, Blitz nº346 de 18-06-1991
Lucretia Divina, Artur Abreu, Ritual nº7 de 04-1993

2 comentários:

Rini Luyks disse...

Obrigado (a dois anos e tal de distância...)! Pequena correcção: o concurso Aqui d'el Rock foi em 1990 e ganhámos apenas uma eliminatória, os Quinta do Bill ganharam a final. Se calhar melhor, porque gravar um disco (o prémio para os vencedores, acho) tinha sido difícil: só tínhamos as duas músicas "Maria" e "Saudade" do concurso (ambas em Youtube agora)...

de disse...

Estava à procura da capa com a Ana Isabel Pereira Cardoso e não me lembrava do nome da banda. Reparei que não fizeram as actualizações indicadas pelo Rini Luyks. Fica o alerta.