03 maio 2009

OPINIÃO PÚBLICA



Os Opinião Pública formaram-se em 1981, sendo oriundos da zona de Lisboa. A banda era constituída por Carlos Estreia (voz, guitarra), Pedro Lima (guitarra), Luís Fialho (baixo, teclas) e Carlos Baltazar (bateria). Nesse mesmo ano concorrem ao Festival Só Rock, realizado em Coimbra, classificando-se num dos primeiros lugares. Por incrível que possa parecer, o festival foi ganho pela banda Alarme da Nazaré comandada por Carlos Cavalheiro. Esta boa classificação no Festival Só Rock (onde participaram bandas de quase todo o país) permitiu-lhes um contrato discográfico com a editora Rotação. Nesse ano é editado o single "Puto da Rua", que contém no lado B o tema "Ela é Tua". Após ter integrado a agência de espectáculos GRR (Grupos Rock Reunidos) na qual participavam os UHF, Xutos & Pontapés, NZZN e Iodo, a banda faz alguns espectáculos, efectuando sobretudo as primeiras partes de vários concertos dos UHF (na época a banda com mais espectáculos em Portugal e um grupo com o qual os Opinião tinham muitas afinidades inclusive sonoras). Desse caminho conjunto entre os UHF e os Opinião Pública surge a ideia de convidar António Manuel Ribeiro para produtor do primeiro álbum da banda. Esse disco, intitulado "No Sul da Europa" mostra-nos uma banda com um som muito próximo da "new wave" e com algum potencial para vingar. Para além da preocupação com a produção do disco, na sua componente musical, a banda preocupava-se em apresentar umas letras que revelavam uma forte consciência social e crítica a um certo estado de coisas em Portugal. O tema "Puto da Rua" conseguiu algum sucesso nas rádios nacionais e os Opinião Pública conseguiram, assim, alguma projecção. Tal facto não contribuiu, contudo, para que a banda tivesse continuidade. Em 1982 dava por terminadas as suas actividades, tal como aconteceria como muitas das bandas que surgiram nesta época. O mercado discográfico e de concertos começaram a ressentir-se e a crise não tardaria. Apenas três ou quatro bandas conseguiram sobreviver. Dos músicos que passaram pela banda apenas um, Luís Fialho, continuou ligado à música durante algum tempo, tendo pertencido a uma das formações dos algarvios Entre Aspas. Hoje em dia, os Opinião Pública são quase desconhecidos para a maioria do público português, o que não significa que a sua música não seja procurada por especialistas em "powerpop", uma das diversas correntes musicais do pós-punk. A banda é, aliás, considerada uma das grandes pérolas deste tipo de música, sendo inclusive referida em diversos websites ligados a esta corrente musical. Os seus dois discos são procurados como das grandes raridades musicais do rock português dos anos 80. Os Albert Fish fizeram recentemente uma cover de "Puto da Rua". [Aristides Duarte]

DISCOGRAFIA


PUTO DA RUA [7"Single, Rotação, 1981]


NO SUL DA EUROPA [LP, Rossil, 1982]

PRESS
Rock'n'Roll High School, João Gobern, Música & Som 64, 05-1981

0 comentários: