13 junho 2009

CAGALHÕES



São, talvez, o mais mítico projecto hardcore português dos anos 80, os verdadeiros percursores do estilo em Portugal e curiosamente deverão ser das bandas de que mais se fala e menos se conhece ou se tenha ouvido algum tema. Aliás, as poucas referências existentes na imprensa são já da fase final do grupo, aquando de uma participação em lotados concertos no Pub Luís Armastrondo no Porto, no 1º Concurso de Músico Luso-Galaíca, por lá ocorrido. Oriundos de Aveiro, os Cagalhões nasceram no Natal de 1983 e eram formados por Biafra (voz), João (guitarra) e Jorge (bateria). Pelo baixo passaram muitos pretendentes ao longo da sua existência sendo talvez o mais persistente Óscar (aka Skin, que mais tarde fará parte dos Cães Vadios numa segunda incarnação, nos Motornoise, Speedtrack, etc). O início da banda não foi fácil. Aliás, toda a sua existência, não o foi. Participaram no Agitarte 85, contaram com uma série de expulsões de locais de ensaios e tocaram pouco, muito pouco. Os seus elementos eram basicamente universitários e hoje deverão estar estabilizados e conformados, mas é assim a vida. Em certa medida, o grupo era colateral ao chamado Grémio do Porto. O som praticado era um misto de punk, hardcore e Killing Joke dos primeiros tempos, com letras com cariz de crítica social. Temas como "Aseptal" ou "Deus é Um Chulo" fizeram história, bem como o facto dos Cagalhões terem sido a primeira banda portuguesa a constar nas páginas da revista norte-americana Maximum Rock'n'Roll e ainda por cima com direito a referência na capa. Como a banda fazia questão de dizer na altura, "Cagalhões são muita energia, violência e criatividade, velocidade galopante na bateria, desespero na voz, guitarra simples e baixo lento!"

9 comentários:

Anónimo disse...

O Biafra universitário? Não acredito...

M

Bourbonese disse...

Não disse que o Biafra era. Disse que basicamente eram. E, pelo menos, dois dos seus elementos, foram, que eu conheci-os. Só não digo os nomes!

Hercules disse...

Tive o privilégio de assistir ao vivo os Cagalhões!
O que é feito deles?

Parabéns pelo blog!

Bourbonese disse...

Penso que acabaram há séculos atrás. Mas nunca se sabe...

Anónimo disse...

Sim. é verdade foram universitários e agora nenhum deles pode ouvir falar de punk evoluiram intelectualmente...lol.
Quanto ao Biafra perdi-lhe o rasto.


Pedro Duarte

Anónimo disse...

espelho meu espelho meu haverá alguém mais punk que eu?

Anónimo disse...

o biafra é licenciou-se em matematica e é professor. o joão é arquitecto

hãToino de Lírio disse...

Sim o Biafra era universitário na universidade de Coimbra onde fomos colegas. Muito boa malha! um dos primeiros punks que conheci...

Anónimo disse...

num concerto no rrv, acho que primeira parte dos censurados ou talvez c.i.a.neto, foram corridos pelo publico, o vocalista ia de kilt vermelho. tocaram talvez 3 musicas se tanto. podiam ser bons, mas naquela noite aquilo soou a uma volante porcaria. era só copos a voar.