13 junho 2009

CRONIAMANTAL



Paulo Dionísio Rodrigues (electrónica), Miguel de Melo (wavestation, voz, imagens) e Filipe Sousa (percussão electro-acústica) criaram em 1991, em Lisboa, os Croniamantal, um projecto de música electrónica que editou faixas em diversas compilações. Para dar maior visibilidade ao seu trabalho, o mentor do projecto criou igualmente em 1991 a editora SPH. A construção dos temas era definida pelo grupo como uma "linha de montagem", explicando-se este facto pelas funções específicas desempenhadas dentro do grupo por cada um dos seus três elementos, com o som a ser submetido a processos de construção e tratamentos vários antes de chegar ao produto final. No início do processo, Paulo Dionísio elabora o material de base, samples, sequenciações, programas. A seguir, este material passa pelas manipulações de Miguel de Melo, o "organizados" e "estruturador". Na terceira e derradeira fase, actua Filipe de Sousa, acrescentando ao aglomerado musical as percussões, o ritmo, a pulsação. Funcionam de acordo com o princípio de que os sons actuam directamente no ser humano, moldando as sensações, actuando a composição ao nível das emoções. Depois de terem editado duas cassetes, "Latnamainorc" (um anagrama, à semelhança do que faziam os Cranioclast) e "Archdascalus" e de terem participado em diversas compilações, a banda esteve para editar um CD na Symbiose, contudo este facto nunca veio a ocorrer não sabemos porque motivos. A música não é facilmente catalogável. Chamar-lhe industrial não será muito correcto, dançável, pior ainda. Então arrisca-se o experimental, ou qualquer coisa como algo que mistura diferentes conceitos de maneira invulgar. Samplers, caixa de ritmos e demais parafernália electrónica são os suportes desta música de ritmos cadenciados, capaz de hipnotizar o mais cauteloso. Os Croniamantal seriam ouro sobre azul num filme urbano a preto/branco de imagem acelerada, ou então a ilustração sonora ideal para os arrabaldes industriais das grandes cidades.

DISCOGRAFIA


CRONIAMANTAL [Tape, Edição de Autor, 1991]


LATNAMAINORC [Tape, Ritual de Sombras, 1991]


ARCHIDASCALUS [Tape, SPH, 1991]


ARCHIDASCALUS [Tape, Cat Killer, 1992]

COMPILAÇÕES


GÁRGULA MECÂNICA [CD, Simbiose Records, 1992]


NO SELL OUT [Tape, Chainsaw, 1992]


AFTER LIFE [CD, Fast Forward, 1993]


BORDERLINE [CD, Simbiose Records, 1993]

THE ELECTRONIC FRIENDSHIP [Tape, Swamptape, 1993]


1654 THE CAVE I [CD, Decanio Hands, 1994]


DIFFERENT FORMS 02 [2xTape, Hands, 1994]

PRESS
Finisterra, José António Moura, Blitz nº 382 de 25-02-1992
Porta Aberta para o Mundo, João Correia, Blitz nº 393 de 12-05-1992
À Margem, João Correia, Blitz nº 407 de 18-08-1992
Estados Fabris, Fernando Magalhães, Público nº 2453 de 27-11-1996

0 comentários: