25 junho 2009

DR FRANKENSTEIN



No Verão de 1994, André Joaquim e Filipa Galhardo começaram a ensaiar, juntando-se-lhes algumas semanas depois, Miguel Almeida (bateria). Numa fase embrionária, começam por recriar temas de bandas obscuras de garagem dos anos sessenta, versões dos The Cramps e dos The Rolling Stones, mas logo passam a compor temas instrumentais assentes nesse espírito revivalista. Baptizam então o projecto como Dr.Frankenstein devido ao seu gosto por filmes da Série B e pela cultura "trash" norte americana. Em 1995 participam na compilação "Portugal Rockers" lançada pela então criada Metralha Records. Mesmo antes de terem dado qualquer concerto, os Dr.Frankenstein gravam "Brain Wash" e "A Mulher Raio-X". No mesmo ano, aquando do registo da sua primeira demo-tape, Miguel Almeida abandona o grupo. Em 1996, a editora BeeKeeper e a sua parceira Milkshake Records, convida-os para integrar a muito aclamada compilação "SuperMarket Music". Gravam "2000 Lb Bee", uma versão de um tema dos The Ventures, com André Joaquim a tocar bateria. Este tema foi retirado de uma colecção de 14 demo-songs que se intitulava "The Cursed Tapes (Stolen Songs from Dr.Frankenstein's Lab". Em Janeiro de 1997, André completa mais sete destas musicas. Por estar em desacordo Filipa, não grava o baixo. Duas destas canções - "Necrófago" e "The Legendary Swamp Surfers From Hell" -, são lançadas num 7"Single que André Joaquim editará a solo, sob o desígnio do seu projecto chamado Red Headed Men. A banda mantem-se sem baterista até ao ano de 1998, altura em que, depois do concerto que os The Cramps realizam em Lisboa, Luís Futre, responsável pela Milkshake Records, apresenta Sérgio Lemos a André e a Filipa. Após a realização de alguns ensaios, os Dr.Frankenstein entram no estúdio S.T.S. e gravam o disco que se chamará "Ghost City E.P.". Em Setembro de 1998, Filipa afasta-se do grupo e, em 5 de Dezembro, os Dr.Frankenstein realizam o seu primeiro concerto como duo guitarra/bateria. 1999 foi totalmente preenchido com concertos. Em Janeiro de 2000, Luís Manso junta-se aos Dr.Frankenstein. Entretanto Filipa Galhardo regressa e após alguns espectáculos, a banda consegue um contrato de gravação com a editora Low Fly Records. O primeiro CD, "The Lost Tapes From Dr.Frankenstein's Lab", foi editado em 1 de Outubro de 2000, num espectáculo no Palco 6 do Parque das Nações da Expo 98. O ano de 2001 é passado a promover o disco. A banda conta agora com uma secção de metais formada por Alexandre Catalino (trompete), Pedro Rolão (saxofone) e Pedro Cabanelas (trombone) -, marcando presença nos palcos dos mais importantes festivais realizados no nosso país e sendo responsável pelas primeiras partes dos concertos portugueses de bandas como os Man Or Astroman? ou Speedball Baby. Ao longo desse mesmo ano vão registando o seu segundo trabalho que se virá a intitular "The Psychotic Sounds of Dr.Frankenstein". Em 8 de Fevereiro de 2002 editam "Porno Star E.P." em antecipação do segundo longa duração é editado em Maio com selo da Zona Musica. Em Dezembro apresentam-se ao vivo no palco onde haviam actuado pelaprimeira vez, encerrando assim o capitulo "Psychotic Sounds". 2003 começa com a preparação e gravação de 7 temas para um novo E.P. que se chamaria "Plutonium Love", mas que, decido ao abandono de Sérgio Lemos e de Luís Manso da banda, acabará por não ver a luz do dia. Pouco depois, os Dr.Frankenstein recomeçam com um novo line-up. Para alem de André Joaquim, Filipa Galhardo, Pedro Rolão (agora no contrabaixo), Alexandre Catalino (trompete), os novos membros são André Marques (bateria) e Frederico Baltazar (guitarra). Depois de alguns concertos de "aquecimento" que mostram os Dr. Frankenstein na melhor forma de sempre, actuam no festival "Wild Weekend 4" em Benidorm (Espanha), sendo esta a sua primeira apresentação fora de Portugal. Com diversas alterações na sua formação, a banda tem-se mantido viva, editando com alguma regularidade.

DISCOGRAFIA


GHOST CITY EP [7"Single, Deep Dark Jungle, 1998]


THE LOST TAPES [CD, Low Fly Records, 2000]


THE PSYCHOTIC SOUNDS [CD, Low Fly, 2002]

PORNO STAR EP [7"Single, DDJ Records, 2002]


CRIME SCENES & MURDER SONGS [CD, Double Crown, 2005]


THE CURSED TAPES [MP3, You Are Not Stealing Records, 2005]


IN 4 DIMENSIONS [CD, DDJ Records, 2010]

COMPILAÇÕES


PORTUGAL ROCKERS [CD, Metralha, 1995]


SUPERMARKET MUSIC [CD, Bee Keeper, 1996]


PROMÚSICA 28 [CD, Promúsica, 1999]


CAIS DO ROCK 03 [CD, Low Fly Records, 1999]


CAIS DO ROCK 04 [CD, Low Fly Records, 2002]


SUPERFUZZ [CD, Low Fly Records, 2004]


ROCKIN'AROUND PORTUGAL [CD, Boptown Records, 2007]


E SE DEPOIS: TRIBUTO A MÃO MORTA [CD, Raging Planet, 2007]


INDIEGENTE 15 ANOS [2xLP, Raging Planet, 2012]

PRESS
Destaques, Promúsica 28 de 05-1999
A Jukebox do Dr. Frankenstein, Raquel Pinheiro, Mondo Bizarre nº4, 08-2000
Laboratório Anos 50, Gonçalo Frota, Blitz nº 847 de 23-01-2001
Noite de Assombro, Gonçalo Frota, Blitz nº 831 de 03-10-2000
Under Construction, Pedro Completo, Raio X nº 39 de 21-09-2001
O Piso de Cima, Gonçalo Frota, Blitz nº 925 de 23-07-2002
A Caminho de Tabasco, Hugo Moutinho, Mondo Bizarre nº 12, 08-2002
O Surf-Rock Abastardado, Nuno Miguel Mota, Rock Sound nº 1, 10-2002
Está Vivo!, Pedro Soares, Mondo Bizarre nº 23, 07-2005
O Dragão Além de toda a Solidão, DJ Goldenshower, Underworld nº16, 07-2005

0 comentários: