11 junho 2009

ESTADO SÓNICO



Nascidos em 1989 na Marinha Granda, os Estado Sónico começaram por fazer um tipo de sonoridade que assimilava as influências a que os seus membros estavam na altura sujeitos: Bau­haus, Teenage Fanclub ou Sonic Youth. Formados por José Polido (voz), Tiago Granja (guitarra, irmão de Pedro Granja dos Ode Filípica), Garry Vicente (guitarra), Mário Nicolau (baixo), Nuno Lopes (bateria) e Luís Guerreiro (trompete), praticavam um pop-rock com pretensões alternativas numa altura genericamente muito pobre da música urbana portuguesa. Apresentavam algum potencial que nunca conseguiram explorar devidamente em nenhuma das edições lançadas na altura em cassete. "O Eléctrico Sónico" foi o título da primeira maqueta que lançaram, sendo esta mostra algo inconsistente e que denotava muita vontade mas pouca capacidade técnica e até de composição. O facto de na banda constar um trompetista dava ao som do grupo um som algo próprio mas nem assim suficientemente diferenciador. Mesmo assim venceram o Primeiro Concurso de Música Moderna de Alcobaça, suplantando na final os Ex-Votos de Zé Leonel. Almejaram a edição em 1995 de um CD pela Fábrica de Sons, disco que não beneficiou de devida distribuição e acabou por hipotecar o seu futuro enquanto banda. O grupo voltou a reunir-se e recentemente, em 2008, e até acabaram por gravar novo disco, de seu título "Ouvir o Silêncio", registado nos Marduc Studios e produzido pelo norte-americano Marc Jung. A nova formação é a seguinte: José Polido, Luís Guerreiro, Nuno Lopes, Sérgio Alves e Donato Filipe.

DISCOGRAFIA


O ELÉCTRICO SÓNICO [Tape, Edição de Autor, 1990]


DEITA-ME FOGO [Tape, Ritual de Sombras, 1993]


ESTADO SÓNICO [CD, Fábrica de Sons, 1995]


MERGULHA CADA VEZ MAIS [CD Single, Super Jovem 4, 1995]


OUVIR O SILÊNCIO [CD, Edição de Autor, 2008]

COMPILAÇÕES


COLECÇÃO MOVIEPLAY [CD, Movieplay, 2004]

PRESS
Finisterra, Miguel Santos, Blitz nº 322 de 31-12-1990
Finisterra, Fernando Santos Marques, Blitz nº 388 de 07-04-1992
EStado Sónico, Nuno Ávila, Ritual nº6 de 02-1993
Cada Um Por Si, Pedro Gonçalves, Blitz nº 597 de 09-04-1995

0 comentários: