15 junho 2009

FOR A GIRL



Originários de Matosinhos, os For a Girl era formada por Pedro Pina (guitarra), Cláudia Lima (voz), Henrique Resende (bateria), Hugo Silva (baixo) e Nuno Guimarães (teclas, samples). Praticavam um pop-rock pouco brilhante que, de tantas referências expostas, se perdia num labirinto de indefinições. Assinaram com a Sony Música, tendo lançado um longa duração que beneficiou de grande promoção mas não obteve grandes resultados comerciais. Não deixaram muitas saudades. Quando o grupo deu por terminadas as suas deambulações ainda tentaram retornar enquanto Stigma, mas pouco tempo durararm.

DISCOGRAFIA


SEM LUGAR [CD, Sony, 1996]


STOP [CD Single, Sony, 1996]


SÁBADO À NOITE [CD Single, Sony, 1996]


VÍDEO GAMES [CD Single, Sony, 1997]

COMPILAÇÕES


REPÚBLICA DAS BANANAS [CD, Numérica, 1995]

PRESS
No Meio da Rua contra a Corrente, José Manuel Lopes, Blitz nº 609 de 02-07-1996
Festas Rápidas, Jorge manuel Lopes, Blitz nº 626 de 29-10-1996
Casos Exemplares, Jorge manuel Lopes, Blitz nº 626 de 29-10-1996
Rebeldes sem Causa, Rita Siza, Público nº2425 de 30-10-1996

4 comentários:

asd disse...

O "Anymore" está incluído na compilação "Republica das Bananas" de 1996. Acho que nunca ouvi este grupo.

Depois do fim do grupo ainda voltaram como Stigma. Lembro-me de uma critica a uma maqueta no Blitz ou DNmais mas não chegaram às edições.

Bourbonese disse...

Obrigado pelas adições. Quanto a ouvi-los, acho que não perdeu grande coisa. Infelizmente não tenho a referida compilação da Numérica embora me lembre de a ver á venda na altura da sua edição e até tem algumas bandas interessantes.

Anónimo disse...

Sobre Stigma podem ler o artigo da TSF em http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Interior.aspx?content_id=713221 ou ouvir um dos temas em http://youtu.be/sziyGQMNLxQ.
Assinaram pela Universal mas nunca chegaram a editar.

asd disse...

O artigo da TSF fala do inicio da banda ainda com o nome Rosto e da participação no Festival termometro. E da continuação como Stigma com a gravaçáo de dois temas com o produdor Steve Lyon e ao facto de terem chegado a ter contrato com a Universal embora nunca tenha havido disco. Serve para melhorar a biografia.