19 julho 2009

ALISON BENTLEY



Com base entre Vila Nova de Famalicão e Braga, os Alison Bentley são Jota Pia (voz), Nuñes (voz), Quintela (guitarra), Mário (guitarra), Zé (aka Falecido Barbosa, baixo) e Poupa (bateria) e praticam um interessante e energético old school 77 punk rock. Tocam com a intensidade de um animal e o divertimento de miúdos. Assumem-se em palco, tal como o são fora dele, divertidos e relaxados, Envolvendo-se no som como uma mistura de fúria, rebeldia, liberdade e irreverência, levantam uma pequena revolução festiva onde quer que estejam, seja no café da aldeia, seja na melhor sala de espectáculos do país. Percorreram o país em concursos e concertos, amados por uns, odiados por outros, mas em todos deixaram a sua marca e ninguém lhe fica indiferente. Apresentam o seu 3.º trabalho de originais, "The Disappointment of the Year", em edição Split com os lisboetas Dalai Lume, sucedendo-se a "Combo Nation Moove" (2004) e "Not Of Your Business" (2002). Revelando um som forte e fugaz, um garage rock rápido e explosivo, são energia destilada com atitude punk suficiente para pôr os Green Day à procura de outra cor, o groove subterrâneo dos The Hives e um balanço ska pelo meio. Sobre eles, a imprensa escreveu: "Ride On" poderia ser um power play do novo rock… (Blitz 13-12-2005); "Não sonham com a cena de ganhar dinheiro, antes preferem fazer muita e boa música, mesmo engavetados no incompreendido meio underground. Ambicionam crescer musicalmente com essa filosofia alicerçada no assumido DIY" (Público 23-01-2004); "Ponto de Partido no punk e hardcore britânico feroz e festivo, com vagos acenos aos desenvolvimentos imediatos na Manchester Industrial Cinzenta" (Blitz); "E porque o punk-rock se faz veloz e incisivo, os Alison Bentley nunca o perdem de vista. Nunca! São brevíssimos minutos (como dita a regra) são músicas de plena irreverência e energia" (A Trompa 02-06-2004); "Isto é punk-rock, mas não é um punk rock qualquer. Tem atitude. Mostram o espírito irreverente a cada acorde, a cada dissonância. Condiz com a sua juventude e transmitem um sentimento de autenticidade" (Rock Sound) ou, finalmente, "Correm o país em concertos e conseguem críticas bastante positivas na grande impensa nacional! E Porque? Combo Nation Move é uma das razões, quatro temas rápidos, furiosos e energéticos" (Ponto Morto).

DISCOGRAFIA


NOT OF YOUR BUSINESS [CDR, Edição de Autor, 2002]

COMBO NATION MOOVE [CDR, Edição de Autor, 2004]


SPLIT 07 [c/Dalai Lume] [CD, Edição de Autor, 2005]

COMPILAÇÕES


ARENA ROCK 2007 [2xCD, Recital Records, 2007]


ATAQUE FRONTAL [2xCD, Impulso Atlântico, 2008]

0 comentários: