12 julho 2009

OS TORNADOS



Formados no Porto por Nuno Silva (voz, guitarra), Tiago Gil (guitarra), Miguel Lourenço (baixo), Helder Coelho (bateria), Marco Oliveira (órgão) e Manuel Oliveira (percussões, guitarra acústica, theremin), Os Tornados nasceram em 2004 como Contrabando, para mais tarde se transformarem em Conjunto Contrabando ao mesmo tempo que definiam e consolidavam o som que os torna únicos agora que, definitivamente, se assumem como Os Tornados e actualizam "o rock’n’roll e surf da lendária década de 60 com brilho e o romantismo da música portuguesa de outros tempos" e tocam uma música contagiante e altamente dançável. Sem que se considerem revivalistas, o fascínio d'Os Tornados pela música dos anos 60 é profundo e, por isso, não deixam nada ao acaso. Desde os instrumentos e do material que usam ao figurino com que se apresentam tudo é feito de forma a reviver com uma fidelidade extrema os dias que invadem o seu imaginário. Por isso, convidaram o paulista Jonas Serôdio (ligado aos Berlin Estúdios em São Paulo e produtor dos brasileiros Haxixins) para produzir os seu álbum de estreia, “Twist do Contrabando” fizeram as captações no Amp Studio (um dos poucos estúdios nacionais que ainda grava em fita) e misturaram no inimitável Circo Perroti, em Gijón, um verdadeiro paraíso para os amantes da tecnologia analógica e material vintage. Parece treta promocional - e é! -, mas a banda debita mesmo um certo fascínio e o seu disco, para além de rodar muito nas rádios, vai ser uma agradável companhia para o Verão de 2009. Vamos ver o que lhe seguirá!

DISCOGRAFIA


TWIST DO CONTRABANDO [CD, Arthouse, 2009]


CATRAIA [CD Single, Arthouse, 2009]


DINAMITE [7"Single, Bronca Discos, 2011]

COMPILAÇÕES


NOVOS TALENTOS FNAC 2008 [2xCD, FNAC, 2008]


FNAC GUIMARÃES [CD, FNAC, 2009]

2 comentários:

Inês Oliveira disse...

www.os-tornados.blogspot.com ;D
e

www.garrafagua.blogspot.com

Bourbonese disse...

Os Tornados são uma banda (de Verão?) interessante. Fizeram algo que, não deixando de ser comercial, preenche uma lacuna.