16 agosto 2009

À SOMBRA DE DEUS



Surrupiando o título do livro de Anthony A. Goodman, o LP "À Sombra de Deus" editado em 1988 pela Câmara Municipal de Braga foi o primeiro "disco municipal" português. A experiência já havia sido feita noutros países onde se procurou apoiar as bandas de determinada região ou cidade através da sua edição, mas em Portugal a CMB foi mesmo percursora. A este primeiro volume seguir-se-ão outros dois, já em formato CD, com nível de interesse muito duvidoso. A qualidade constante no primeiro volume foi obviamente muito desequilibrada mas Adolfo Luxuria Canibal soube juntar os interesses doutrém aos seus, criando um mito acerca da Braga dos anos 80. Mas resultou. O problema foi ter que encher o vinil com bandas que não existiam e assim surgem, nos diversos volumes publicados, projectos formados na hora ou brincadeiras de amigos com direito a exposição pública. A qualidade gráfica também deixou bastante a desejar, piorando de volume para volume. Mas, o importante, foram algumas pérolas descobertas e que, por motivos que para aqui não interessam ser chamados, deixaram a imagem de que a genialidade poderia ter ido longe. Os Rua do Gin foram o caso mais evidente.

PRESS
À Sombra pós Mão Morta ou nem tanto, Luís Maio, Blitz nº214 de 06-12-1988
À Sombra de Braga, Miguel Santos, Blitz nº248 de 01-08-1989
O Primeiro Disco Municipal, Êxito Magazine 09-08-1989

0 comentários: