04 outubro 2009

TELAVIVE



Quando se inscreveram no 1º Festival Luso-Galaico de Rock, realizado em 1988, ainda se chamavam TUT. Tinham formado a banda em Outubro de 1987, com a formação reduzida a apenas dois elementos: Luís Cantante e Rui Guerra. Mudam depois de designação para Telavive, a capital de Israel que dá nome a um tema dos Duran Duran, passando a formação a quinteto constituído por Paulo Scavullo (voz), João Fonseca (teclas), Luis Cantante (guitarra), Rui Guerra (bateria) e Alcindo Queiroz (baixo, que entrou para o lugar de César Mesquita, membro que integrou fugazmente o projecto). O grupo vivierá uma existência conturbada, devido às constantes mudanças no seu line up e ás divergências entre os seus elementos que, segundo o seu vocalista, estaria associadas às fortes diferenças de idade entre os seus membros. O seu primeiro e único registo de longa duração, o LP "Nuances" terá, nesse ano, que ser regravado por um novo vocalista, Jorge Rocha, devido ao facto do anterior cantor, Paulo Scavullo, ter abandonado o projecto em conflito aberto com os restantes membros. Este vocalista é o designer que há uns anos realizou uma interessante exposição sobre capas inventadas de discos. Foi também o líder do clube de fâns das Doce. A primeira versão do disco, cantada por Scavullo e produzida por Emanuel Ramalho nunca verá a luz do dia, tendo sido substituída por uma outra gravação sem qualquer produção. O grupo Telavive, suportado por um som pop desinteressante e uma postura em palco desprovida de qualquer chama, onde o vocalista navegava num mar de insegurança, dará por terminada a sua carreira pouco depois. Apesar disso, em 1993, dois dos mentores da banda ainda insistiam no seu nome.

DISCOGRAFIA


NUANCES [LP, Polygram, 1989]

PRESS
Telavive, José Cruz, O Portuga nº 1 de Nov/Dez 1988
Raide em Lisboa, Tiago Baltazar, Blitz nº279 de 06-03-1990
Alô Alô D.Rosa, Luís Pinheiro de Almeida, Blitz nº 593 de 12-03-1996

0 comentários: