04 outubro 2009

TOAST



Da fornada de bandas surgidas em 1996, os Toast foram uma das mais preserverantes, tendo sido reconhecidamente apadrinhada pela editora Bee Keeper, que lhes editou um trabalho de longa duração com a colaboração de João Paulo Feliciano e Rafael Toral. O seu som podia ser caracterizado por um pop rock com nítidas influências de Sonic Youth, Pavement ou Dinosaur Jr, bandas que, à época, eram os ícones da juventude que se reclamava como alternativa. Descendentes de uma banda punk chamada Kruz Kredo - onde Pedro, Filipe e Nuno haviam militado - e oriundos do Barreiro em 1995, os Toast eram constituidos por Pedro Nuno Ventura (voz, guitarra), Nuno Miguel (bateria), Miguel Amaral (guitarra) e Filipe Miguel Brito (baixo, voz). Praticavam inicialmente um som mais pesado, tendo, inclusive, um outro vocalista (Miguel) que entretanto abandonará o grupo em inícios de 1996. Esse facto obrigou os restantes membros do grupo a repensar o projecto e a sua desejada sonoridade. Já passara também um teclista pela banda (David) e o resultado não satisfizera. O facto de terem entrado em estúdio com um orçamento extremamente limitado, obrigou-os a gravar tudo quase em tempo real. A sonoridade suja patenteada deriva, em certa medida, desse facto, o que nos faz pensar se, à excepção de mega projectos com budget ilimitado, a opção pelo chamado low-fi não derivaria muitas das vezes de limitações técnicas e financeiras do género. Consideravam ser uma banda de rock alternativo que, para além de ouvir Rollins Band ou projectos na àrea do grunge, desejava ser mais pop, melódica e "low-fi". Modas... O criador das letras dos temas era Luís Silva, pessoa exterior à banda. Apresentavam letras bastante simples mas que, segundo os seus mentores, queriam dizer muita coisa.

DISCOGRAFIA


TOAST [Tape, Bee Keeper, 1995]


TRY ME [CD, Milkshake/Bee Keeper, 1997]

FROM 21ST CENTURY [7"Single, Low Fly Records, 1997]

COMPILAÇÕES


TEENAGERS FROM OUTER SPACE [LP, Bee Keeper, 1995]


SUPERMARKET MUSIC [CD, Bee Keeper, 1996]


GARAGEM [CD, Garagem Records, 1996]


PROMÚSICA 07 [CD, Promúsica, 1997]


NOISE SESSIONS [CD, Garagem Records, 1997]


CAIS DO ROCK 02 [CD, Low Fly Records, 1998]


CAIS DO ROCK 03 [CD, Low Fly Records, 1999]


SUPERGAT [CD, A062, 1998]


INTERFERÊNCIAS [CD, Gerador, 1999]

PRESS
Tostas à Moda do Barreiro, Jorge Dias, Público nº 2138 de 17-01-1996
Descontracção Melódica, Jorge Dias, Sons nº1 de 13-01-1997
Destaques, Promúsica 07 de 07-1997
Tentações, Jorge Manuel Lopes, Blitz nº 664 de 22-07-1997
Um Sonho de Aventuras, Patrícia Lemos, Promúsica 14 de 02-1998
A Lei da Selva, Jorge Manuel Lopes, Blitz nº 711 de 16-06-1998

3 comentários:

Pedro Pereira disse...

Ora aqui estão algumas coisas que tanto me deliciaram enquanto puto. Ainda lá tenho os cds do Cais do rock, mas o Supermarket music nunca consegui arranjar.

Bourbonese disse...

Procura com jeitinho que se encontra...

Anónimo disse...

Toast eram potentes ao vivo, como os concertos no Cais do Rock (na Póvoa de Varzim) e no GAT confirmam. Apesar de terem dado inúmeros concertos e gravado um albuns e outros temas em compilações, como tão bem este artigo resume, acabaram por preservar a amizade e abandonar lentamente a música. Se por um a mensagem destes tempos era de que todos podiam ter uma banda e gravar uma cassete ou mesmo CD é certo que por outro eram poucos os que podiam fazer uma carreira na música.

O Pedro Ventura é hoje o vocalista dos The Hidden Cookie. Filipe Brito também colaborou com a mesma banda mas julgo que hoje está num projecto punk, os Viralata.

Excelente blog.