23 outubro 2009

WE ARE THE DAMNED



We Are The Damned foram formados em Lisboa em Setembro de 2007 por Ricardo Correia (voz, guitarra, ex-TwentyInchBurial, ex-Painstruck, ex-Mortify) e Paulo Lafaia (ex-Painstruck, ex-Mortify), dois velhos amigos que decidiram criar um projecto onde pudessem expor a sua visão e criatividade musical, bem como explorar os gostos e influências partilhados. Rapidamente a Raging Planet assinou com o grupo, reconhecendo-lhe enorme potencial. Em Outubro desse ano, os dois amigos estavam já fechados nos Estúdios Generator Music, em Assafora, para registarem as suas ideias durante doze dias de árduo trabalho. para produtor escolheram o veterano dinamarquês Palle Schultz que liderou as hostes que dariam vida a "The Shape Of Hell To Come", o primeiro trabalho do grupo que acabou por ser misturado no Tweetyhood Studio em Aarhus, na Dinamarca. O ano de 2008 foi eminentemente preenchido com concertos de divulgação e promoção do disco que será editado em Março. O grupo abre para bandas como Napalm Death, Suffocation, Cancer Bats, Arch Enemy, Misery Index, Marduk, Municipal Waste, Anathema, Moonspell ou Sinister, fazendo uma bem sucedida tour por Inglaterra e Suécia. Para se poder apresentar em palco, o grupo foi alargado com a integração de novos elementos: Ruben Vilas (baixo, ex-Blacksunrise, ex-TwentyInchBurial, Before the Torn) e Ricardo Cabrita (guitarra, ex-Aside, Satan's Revolver). Passou ainda pelo grupo Raul Vicente (baixo, ex-Painstruck) que será substituído posteriormente por Nuno Vicente (baixo, ex-Blacksunrise, Satan's Revolver, ex-TwentyInchBurial, We Were Wolves). Sofia Loureiro (From Now On), a autora das letras e da capa do disco, participou também na parte vocal aquando da edição do registo discográfico. O conceito da banda assenta em influências vindas de bandas como Entombed ou Disfear, Iron Monkey ou Hellvis, mas sem grandes compromissos. O inesperado vem mais do teor das letras que roçam o satanismo e numa muito particular interpretação de como as coisas não andam bem porque Deus falhou e estaria na altura de outra força entrar em campo. Uma espécie de "oportunidade do Inferno poder mostrar que pode fazer melhor, mas de uma forma algo fantasiada de análise da realidade e de situações de cariz político-social".

DISCOGRAFIA


THE SHAPE OF HELL TO COME [CD, Raging Planet, 2008]


METAL CLASSICS 01 [7"Single, Raging Planet, 2010]


METAL CLASSICS 02 [7"Single, Raging Planet, 2012]

COMPILAÇÕES


ENTULHO SONORO 05 [CD, Underworld, 2008]


CÍRCULO DE FOGO 08: ETERNA [MP3, Círculo de Fogo, 2009]


GOTH N ROCK 03 [CD, Raising Legends, 2011]

PRESS
Depois dos Escombros, Joaquim Pedro, Underworld nº26, 04-2008

0 comentários: