01 dezembro 2009

ALEXANDRE SOARES



Alexandre José de Medeiros Pereira Soares nasceu no Porto, em 15 de Junho de 1958. Na adolescência começa a tocar guitarra clássica. Aos 18 anos inicia-se na guitarra eléctrica. Durante algum tempo chega a tocar com os Pesquisa que vieram mais tarde a formar os Taxi. Em 1980 estava a tocar sozinho em casa e à procura de elementos para formar uma banda. Encontra Vítor Rua e Toli César Machado com quem forma os GNR. Alexandre Soares assumiu as vocalizações nos dois primeiros singles ("Portugal na CEE" e" Sê Um GNR"). Em 1981 toca com Vítor Rua e Rodrigo Freitas nos Pastorinhos de Fátima. Nos GNR lança ainda o máxi-single "Twistarte" e os LPs "Independança", "Defeitos Especiais", "Os Homens Não Se Querem Bonitos" e "Psicopátria". Em 1986 foi co-autor, em conjunto com o seu irmão João Pedro Soares, da música para o bailado "Barcos Negros" que conquistou o primeiro prémio do Concurso Internacional de Bailado de Lisboa. No ano seguinte sai dos GNR devido a insatisfação com o trabalho no grupo. Lançou o seu primeiro disco a solo em 1988. O álbum "Um Projecto Global", maioritariamente instrumental, incluía o tema "Luzes de Hotel" com letra de Pedro Ayres Magalhães. Em Março de 1989, o srmanário Blitz noticiava que o músico estaria a ultimar os preparativos para o seu segundo álbum a solo, que seria gravado nos estúdios Planta Sónica, em Vigo. A acompanha-lo estariam José Ferrão (guitarra, Repórter Estrábico, ex-Martinis), Anselmo (baixo) e marcos (teclas). Em 1990 compôs a música da peça "Coração na Boca", da autoria de Sam Shepard, com letras de Rui Reininho. Na peça participavam Xana, Ricardo Carmo e os actores Natália Luísa e Virgílio Castelo. Nesse ano sofre um acidente de viação que o impede de tocar durante dois anos. Durante algum tempo dedica-se a fazer o som ao vivo dos Ban. Em 1992 entra para o projecto Song Experience que depois muda de nome para Zero. É com esta nova designação que é lançado o único álbum do grupo. Ainda em 1992 é convidado a participar no álbum "Partes Sensíveis" dos Três Tristes Tigres. A primeira colaboração de corpo inteiro no projecto deu-se com a versão de "Anjinho da Guarda", incluída no disco de homenagem a António Variações, com arranjos e produção de Alexandre Soares. [A Magia dos Anos 80]

DISCOGRAFIA


UM PROJECTO GLOBAL [LP, Polygram, 1988]


VOOUM [CD, Audeo, 2000]


CÃES AOS CÍRCULOS [c/Jorge Coelho] [7"EP, Bor Land, 2006]

COMPILAÇÕES


CAN TAKE YOU ANYWHERE YOU WANT [2xCD, Bor Land, 2005]


PRESS PROMO 2006 [CDR, Bor Land, 2006]

PRESS
Alexandre Soares pós-GNR, Paula Joyce, Blitz nº135 de 09-06-1987
Temporariamente Só, Luís Maio, Blitz nº173 de 23-02-1988 [CAPA]
O Tempo de Alexandre S., Jorge Pires, Blitz nº182 de 26-04-1988
Revelações do Espelho de Alexandre Soares, LP nº3 de 17-11-1988
Alexandre Soares na Indústria, Tiago Baltazar, Blitz nº217 de 27-12-1988
20 Anos, 52 Pessoas, Jorge Manuel Lopes, Blitz 1030 de 27-07-2004
Operação Stop, Sérgio Gomes da Costa, Blitz 1071 de 10-05-2005

4 comentários:

Luís Freixo disse...

"Vooum" é um CD de longa-duração e não um EP. Como extra o CD inclui ainda um ficheiro vídeo com o resumo do bailado a que está associado. Toda informação essencial está em audeoinfo.blogspot.com

Bourbonese disse...

Obrigado pela correcção. Vou até comprar este CD que não sabia ainda disponível. Não era possível arranjar-se algum material relativo aos anos 80? É pena perder-se essa informação. Aliás foi por isso que estou a fazer este blogue. Nada mais.

Anónimo disse...

Parabéns pelo trabalho.

audEo disse...

Por favor usa os contactos disponíveis em http://audeoinfo.blogspot.com/ que eu tentarei ajudar com algum material ou informação, inclusivamente do tempo do Luís Armastrondo.