19 dezembro 2009

REF



Mais frequentemente reconhecidos pelo tema "Eu Quero Ser o Teu Cão" e pelo video do mesmo, que passou vezes sem conta no memorável programa televisivo "Pop-Off", os Ref viram o início das suas actividades - ainda como Refundidos - em 1988, no bairro de Alvalade, em Lisboa. Em 1992, com recurso a um estúdio caseiro de quatro pistas, gravaram seis temas que juntaram numa cassete de demonstarção baptizada de "Alto Risco". Inicialmente designados Refundidos, os Ref funcionavam como um trio não muito fixo. João Morais (guitarra) e Luís Trigo de Sousa (baixo) eram os pilares do projecto, tendo este mudado de baterista inúmeras vezes até que Luís San Payo, um veterano, complementou o elenco. O som praticado era um punk rock sincero que os levou a gravar um mini CD integrado na caixa "Tribe Rock", lançada pela Música Alternativa. Por inépcia ou opção. os Ref apresentavam algo de honesto no seu discurso e canções. As músicas eram curtas e incisivas, o que reflectia a busca da banda pelo essencial, não havendo tempo para mais rodeios. Em 1998, o grupo compôs a banda sonora para o espectáculo "O Amante de Ninguém", baseado numa obra de Dostoievsky e levada a cena pelos "Artistas Unidos". Em 2006 o grupo actuou no Maxime, em Lisboa, não se sabendo se ainda se encontrava activo ou se tratou de uma reunião.

DISCOGRAFIA

ALTO RISCO [Tape, Edição de Autor, 1992]


LAURIE LOVE [Tape, Bee Keeper, 1996]


REF III [Triberock] [CD, Música Alternativa, 1997]

COMPILAÇÕES


PROMÚSICA 05 [CD, Promúsica, 1997]


TRIBEROCK [3xMCD, Música Alternativa, 1997]


INTERFERÊNCIAS [CD, Gerador, 1999]

PRESS
Ref, de Ex-Refundidos, António Maninha, Blitz nº425 de 22-12-1992
Refundidos no Quintal, Pedro Brinca, Ritual nº6 de 02-1993
Refundidos até Quando?, Pedro Gonçalves, Blitz nº586 de 23-01-1996
Triberock: Unidos pelas Ganas, Pedro Gonçalves, Blitz nº 656 de 27-05-1997
Energia Essencial, Carlos Mota, Pop Rock/Público nº2633 de 28-05-1997

1 comentários:

Pedro Pereira disse...

Tenho para ali essa TribeRock, coisa marcante para um puto como eu o era naquela época. Lembro-me também do vídeo que fizeram para um dos temas que sairia no EP deles. Muito divertido!