16 janeiro 2010

ÓDIO



Banda nacionalista criada em Janeiro de 2003 e cujos elementos permaneceram anónimos. Da sua formação apenas é conhecido o nome de Daniel Salgado, Prospect of the Nation dos Portugal Hammerskins e que virá a falecer em 2006. Defensora radical dos princípios Nacional Socialistas e que, segundo os próprios membros pretendiam mostrar às pessoas que Adolf Hitler estava certo quando afirmou que era necessário expulsar os judeus da Europa, tocou quase exclusivamente para skinheads, fazendo dessas festas privadas verdadeiros comícios onde tocavam temas como "Judeu Horrível", "Race War" ou "Punição". Chegou a falar-se na edição de um primeiro CD cujo título seria "Morte aos Traidores", contudo não posso assegurar que este tenha sido lançado pois a edição foi alvo de censura. Do mesmo, tenho apenas conhecimento de uma edição em versão CDR mas com uma qualidade sonora que denotava gravação e produção cuidadas em estúdio. Actuaram em 13 concertos realizados em Portugal, na Alemanha, na Grécia, em Itália (no memorial de Joe Rowan) e em Espanha, país onde foram sempre extremamente bem recebidos. Nos seus concertos foi sempre visível a presença de destacados membros da Blood & Honour de Portugal. Um dos seus maiores êxitos junto dos seus fieis seguidores foi "Dentro do Estádio", um tema dedicado a todos os skins da classe operária que gostavam de futebol e se deslocavam aos estádios. Participaram com alguns temas em cinco compilações internacionais. Aparentemente terminaram em 2006, na sequência da morte de Daniel Salgado. Durante toda a sua existência, o grupo esteve sempre intimamente ligado ao movimento Portugal Hammerskins sendo que todos os lucros do seu merchandise e das suas produções lhes era entregue.

DISCOGRAFIA


MORTE AOS TRAIDORES [CDR, Edição de Autor, 2005]

4 comentários:

Anónimo disse...

é um ofensa catalogar isto como punk

Anónimo disse...

ofensa? isto parece tara perdida, mas com letras noutra vertente do triste extremo.

Anónimo disse...

Subscrevo o comentário do primeiro anónimo, é uma ofensa catalogar esta merda ao lado de bandas punk...

Anónimo disse...

O melhor desta banda (e espero ser verdade) é que, como diz o texto, "aparentemente terminaram em 2006, na sequência da morte de Daniel Salgado".