14 janeiro 2010

SUBCAOS



Banda crust formada em Lisboa durante o Verão de 1991 por Francisco Dias (aka Xico), João Abrantes, Rui Abrantes e Hugo Begucho, tendo-se esta formação mantido até à Primavera de 1993, altura em que, saindo Rui e Hugo, entrarão novos elementos, Diogo, Topê, Libelinha (ex-C.O.R.) e David. Em Abril de 1992, o grupo grava e edita a sua primeira cassete intitulada "Genocidio" e no ano seguinte aventuram-se numa tourné europeia e editam um split EP com os Hiatus, grupo crust belga que os acompanhara. Os temas editados são gravações ao vivo de ambos os projectos. No seguimento desta experiência, os Subcaos têm a oportunidade de editar um novo split, desta vez em CD editado pelo selo Ataque Sonoro, com os Genital Deformities, banda responsável pelo artwork do trabalho que insinuava tendências quase death metal não partilhadas com os Subcaos. Não obstante isto, o grupo volta a ter nova oportunidade de editar, desta vez um EP em vinil lançado pela Rage Productions e que terá apenas o título com o nome do grupo. Em 1994, com material editado, os Subcaos encetam nova tour pela Europa até que, em finais desse ano sofrem alterações de line up, situação que se irá repetir por diversas vezes durante 1995, ano de fraca produção e quase desparecimento do projecto. Durante esse período, passarão pelos Subcaos muitos novos membros como Nuno Ganau, Ricardo, Canoa, Zé Gato e Mergulhão. Gravam também uma nova maquete em formato cassete onde constam as faixas do disco de 1994 e temas registados domesticamente com um som muito sujo e deficiente. Em 1995 editam ainda um split 7"Single com os japoneses Battle of Disarm. Nessa altura, Xico (voz) e Libelinha (baixo) tinham integrado os quadros dos reformados Crise Total e continuavam com o seu outro projecto, Porcos Sujos, pelo que a banda fica um pouco esquecida. Só em 1996 há condições e vontade de reformular o grupo, surgindo a oportunidade de gravarem um LP por uma editora austriaca que, após o registo do mesmo, desaparece. O disco, que se intitularia "Destroy the System by Fire" acaba por interessar à editora portuguesa Fast'n Loud que o pretende editar. Não obstante, essa situação não ocorrerá devido ao facto do selo entretanto falir. Esta ocorrência levará o grupo praticamente à sua dissolução. Ainda passarão pelo mesmo outros músicos como Fanny e Artur, mas sem que daí resulte algo de prático e palpável. Só no final de 2002 é que a banda será ressuscitada com uma formação composta por Xico, Libelinha, Rafa, Osvaldo e Artur, situação que será uma constante ao longo dos anos, sempre que a vontade de o fazer ocorre, não se vericando significativas alterações súbitas nas formações. O referido disco é um verdadeirot tratado do estilo, sendo, na minha óptica, um dos mais importantes testemunhos do estilo punk rock (aqui na vertente crust) editado em Portugal. O facto de Xico e Libelinha se envolverem em inúmeros outros grupos não permitirá novas aventuras.

DISCOGRAFIA


SPLIT [c/Hiatus] [7"EP, Slime Records, 1993]


SUBCAOS [7"EP, Rage Productions, 1994]


SPLIT [c/Genital Deformities] [CD, Ataque Sonoro, 1994]


SPLIT [c/Battle of Disarm] [7"EP, DIY Records, 1995]

NEVERMIND THE CD, HERE'S SUBCAOS [Tape, Anti-Poder, 1995]


THE LAST SCREAM OF THE CHAOS MONGER [CD, Monolith Records, 2004]


METALPUNK INVASION [7"Single, Blood & Iron, 2010]

COMPILAÇÕES


CHANGE NOW [7"EP, Slime Records, 1993]


AN INSULT TO OUR FREEDOM [LP, Grinding Madness, 1994]


IT TAKES FIVE FINGERS TO MAKE A FIST [7"EP, Left Wing Records, 1994]


NO FATE 02 [2xCD, HG Fact Records, 1996]


CAOS EM PORTUGAL [CD, Fast'n'Loud, 1997]


ROCK SOUND 16 [CD, Rock Sound, 2004]


PORTUGAL ÍNDIO [CDR, Deflagra, 2006]


ATAQUE FRONTAL [2xCD, Impulso Atlântico, 2008]

PRESS
13º Bastardo, Pedro Trigueiro, Rock Sound nº 16 de 03-2004

0 comentários: