27 fevereiro 2010

MORBID DEATH



Grupo de trash metal criado nos Açores em 1990, formado por Ricardo Santos (voz, baixo), Veríssimo Pereira (guitarra), Paulo Bettencourt (guitarra, ex-Opium), Pedro Guerreiro (Teclas) e Pedro Rodrigues (bateria). Foram, durante algum tempo, considerada a mais competente e conhecida banda do arquipélago. A carreira do projecto foi feita sobretudo através de concertos dados pela sua ilha natal, tendo o grupo tido igualmente oportunidade de actuar no continente. Editaram duas demo tapes - "Nomad", em 1993 e "Shameless Faith", em 1995) -, tendo assinado logo depois, em 1996, um contrato com a Independent Records que os levaria à edição de um trabalho de longa duração intitulado "Echoes of Solitude" que teve imenso sucesso, tendo sido inclusivamente reeditado com uma capa diferente. Imediatamente após a gravação do disco, registado nos estúdios MM Music e produzido por Eduardo Botelho, o projecto sofreu alterações: Rui Frias (guitarra, ex-Opium, Carnification) substituiu Veríssimo Pereira e Pedro Andrade assumirá as peles da bateria. Em 2000, a banda junta-se à Sea Spirit Productions, no sentido de dar um novo rumo ao projecto. A postura e dinâmica do grupo é totalmente repensada. No início de 2002, a banda alia-se à Recital Records e lança o seu segundo álbum, "Secrets", dando início a uma tournée chamada "Without Secrets Tour" que teve o seu término no Verão de 2003. Ainda durante o ano de 2002 a banda perde um dos elementos mais antigos, neste caso, o teclista Pedro Guerreiro, passando a partir desta altura apenas a contar com o trio de cordas e bateria. Em 2003, o projecto começa a preparar o seu terceiro álbum, "Unlocked", que havia sido lançado no início do segundo trimestre de 2004 pela Recital Records. Porém, dá-se o abandono do guitarrista Rui Frias que evoca motivos pessoais para o fazer. Tal saída adivinhou-se difícil de colmatar, tendo sido resolvida apenas no final do Verão de 2003 com a entrada do guitarrista Ruben Correia (Ex-Obscenus) que, para além de vir dar a estabilidade necessária ao line-up, trouxe consigo novas ideias e influência musicais. O grupo tornou-se tão carismático que ainda muito recentemente um conjunto de novas bandas açorianas se reuniu para gravar um CD de tributo que lhes foi dedicado. O disco, intitulado "Echoes Of A Morbid Death" foi lançado pela Associação de Juventude Bit 9. O grupo ainda se encontra activo, com uma formação estável, com excepção da bateria onde Gualter Couto (ex-Nableena, One Second) se mantém desde 2008.

DISCOGRAFIA


NOMAD [Tape, Edição de Autor, 1993]


SHAMELESS FAITH [Tape, Edição de Autor, 1995]


ECHOES OF SOLITUDE [1ªEdição] [CD, Independent Records, 1997]


ECHOES OF SOLITUDE [2ªEdição] [CD, Independent Records, 1997]


SECRETS [CD, Recital Records, 2002]

UNLOCKED [CD, Recital Records, 2004]
SPINAL FACTOR-MAINTAINING ALIVE [DVD, Edição de Autor, 2008]

COMPILAÇÕES


PROMÚSICA 07 [CD, Promúsica, 1997]


GUARDIANS OF METAL 04 [CD, Guardians of Metal, 1997]


HIGH RADIATION 04 [CD, Independent, 1998]


CÍRCULO DE FOGO 03: PULSAR [MP3, Círculo de Fogo, 2007]

PRESS
Destaques, Promúsica 07 de 07-1997
Voz da Esperança, CALV, Ritual nº11 de 1998
A Mini Digressão Continental, António Conceição, Promúsica 14, 02-1998
Um Segredo bem Guardado, José Rodrigues, Blitz nº 906 de 12-03-2002
Segredos, José Rodrigues, Blitz nº 908 de 26-03-2002
Prisão Insular, Dora Carvalhas, Rock Sound nº 20 de 09-2004

0 comentários: