27 junho 2010

MESA



Oriundos do Porto e nascidos em 2000, os Mesa são um projecto de João Pedro Coimbra (teclas) e de Mónica Ferraz (voz). João Pedro Coimbra fez parte da formação dos Bandemónio, grupo que acompanhava Pedro Abrunhosa e colaborou com os Três Tigres Tigres entre 1998 e 2001. Em 1999 participou no espectáculo «Ferida Consentida» como co-autor da banda-sonora, juntamente com Alexandre Soares e Ana Deus, sobre o romance "Um beijo dado mais tarde" de Maria Gabriela Llansol e com dramaturgia de Regina Guimarães. Colaborou ainda com os Coldfinger, Anabela Duarte e Margarida Pinto. É ele que se encontra ainda por detrás do pseudónimo Andrew Thorn. Mónica Ferraz tem formação na área do Jazz e desde que, em 2000, lhe fizeram chegar às mãos uma maquete de algo intitulado Mesa que se identificou com o projecto. O primeiro álbum do grupo, lançado originalmente em 2003, teve reedições em 2004 e 2005, com nova capas - por sinal bastante pobres -, e novas faixas: dueto com Rui Reininho no tema "Luz Vaga" mais 4 faixas acústicas gravadas ao vivo no programa "3 Pistas" de Henrique Amaro, na Antena 3. Este trabalho, editado pela Zona Música dois anos após a sua primeira maqueta ter sido divulgada e apreciada por alguns media, contou com a inesperada participação de uma das figuras lendárias do rock americano, Scott Walker – e viria a ser referido na prestigiada Billboard como um dos 10 melhores discos europeus de 2004. Os Mesa foram um dos primeiros projectos da geração da presente década a mostrar firme intenção no reencontro da canção pop com a língua portuguesa. Mesa, o seu álbum de estreia, conta-se entre os melhores momentos pop que os últimos anos nos deram a escutar, sem receio de construir canções com palavras que por vezes fogem dos cenários habituais, sem medo de procurar uma identidade de som numa opção pela variedade em vez do mais frequente funil rumo a um só caminho. Ao segundo álbum, a ideia caminhou para destinos mais definidos, perdendo-se algum do apelo da surpreendente variedade da estreia. E é precisamente no resolver dessa opção que o terceiro disco, "Para Todo o Mal" ganha primeiros pontos. O sentido de surpresa que se descobriu em Mesa é uma das características estruturais num álbum que mostra um grupo que sabe que a pop é um mundo vasto no qual moram tanto os códigos da familiaridade imediata como os do desafio, do inesperado. Os Mesa podiam ter-se transformado já em fáceis hit makers. Podiam ter uma linha de montagem de "Divagadoras" e "Luzes Vagas". Mas não. Ou não fosse João Pedro Coimbra, melómano, antes mesmo de se descobrir músico. E esse gosto de quem na música quer sentir um prazer de sabores, uns mais imediatos, outros que pedem mais tempo, mora uma das mais fulcrais verdades estruturais do que é esta Mesa pop. Para Todo o Mal mostra quão firme é o entendimento desta música e destas palavras com uma voz que lhes dá visibilidade. Aqui mora uma pop actual, que sabe escutar ideias num espectro largo de fontes, das electrónicas aos domínios da invenção indie pop. Do conhecido ao nem por isso. Cada canção tacteia um caminho, ganhando nós familiaridade com a surpresa ao fim de várias audições. As palavras podem não dizer o que somos, como se sugere a dada altura. Mas estas músicas não escondem quem as faz. [Nuno Galopim] De referir ainda que na fase embrionária do projecto, para além do inevitável João Pedro Coimbra, esteve envolvida Marta Ren (Sloppy Joe) como vocalista e por lá passou igualmente o guitarrista Jorge Coelho (ex-Cosmic City Blues e Zen).

DISCOGRAFIA


MESA [1ªEdição] [CD, Zona Música, 2003]


ESQUECIMENTO [CD Single, Zona Música, 2003]


MESA [2ªEdição] [CD, Zona Música, 2004]


LUZ VAGA [CD Single, EMI-VC, 2004]


MESA [3ªEdição] [CD, EMI, 2005]


VITAMINA [CD, EMI, 2005]


PARA TODO O MAL [CD, Sony, 2008]


AUTOMÁTICO [CD, Metrodiscos, 2011]


PÉS QUE SONHAM SER CABEÇAS [CD, Klang Technik, 2013]

COMPILAÇÕES


POP UP SONGS [CD, Metrodiscos, 2002]


REMIX.PT [CD, Dance Club, 2003]


ROCK SOUND 12 [CD, Rock Sound, 2003]


3 PISTAS [CD, Universal, 2005]


POSTO DE ESCUTA [CD, EMI, 2005]


A CAUSE 2006 [CD, Independent, 2006]


TRIBUTO A CARLOS PAIÃO [CD, Farol Música, 2007]


UPA08 [CD+DVD, Sony, 2008]

PRESS
Indústria OVNI, Mário Lopes, Blitz nº 887 de 30-10-2001
Pop Celofane, Jorge Manuel Lopes, Blitz nº 897 de 08-01-2002
Aquecimento em Curso, Jorge Manuel Lopes, Blitz nº 901 de 05-02-2002
Mesa de Viagem, Jorge Manuel Lopes, Blitz nº 967 de 13-05-2003
Reserve-me um Lugar, Pedro Gonçalves, Blitz nº 972 de 17-06-2003
Se Não queres que a Música..., Jorge Manuel Lopes, Blitz 1088 de 06-09-2005
Habitat Natural: Palco, Gonçalo Frota, Blitz 1089 de 20-09-2005

3 comentários:

l1xer disse...

"esquecimento" é do primeiro álbum. Não sei se a data do 2º está certa. Falta a compilação Optimus onde a banda foi lançada.

Bourbonese disse...

Presumo que quando refere a compilação Optimus se esteja areferir a "Pop Up Songs" que tem realmente o patrocínio da operadora.

Pedro disse...

Estou a vender o single "Esquecimento" caos alguém esteja interessado em http://www.leiloes.net/auction_details.php?auction_id=181731339