20 julho 2010

DRAMATIC IRONY



Oriundos de Fafe, os Dramatic Irony eram Pedro Lisboa (guitarra), João Coimbra (baixo), Tiago Lisboa (guitarra), Abílio Miguel Oliveira (voz) e Nuno Silva (bateria). Chamavam-se anteriormente Almas Influentes, tendo evoluido de uma sonoridade típica do rock português para um rock mais sofisticado muito próximo do grunge. Amigos desde a adolescência, utilizavam a música como escape e desde 1993 que actuavam regularmente em festivais e locais próximos da sua localidade de origem. Para além dos espectáculos mais estandardizados, em palcos e locais próprios, abriam as portas da garagem onde ensaiavam ao público e amigos e, quase todos os fins de semana, os ensaios transformavam-se em autênticos concertos onde chegavam a amontoar-se 70 pessoas num espaço exíguo. O facto de serem uma banda de uma pequena localidade onde nada havia para fazer, ajudava a que isso acabasse em festa. Segundo os próprios, com a entrada de um novo vocalista, Abílio, a música modificou-se. Entrou sangue novo na banda. As letras também mudaram, pois antes cantavam em português, adoptando posteriormente o idioma inglês. Quando se chamavam Almas Influentes, os Xutos & Pontapés eram a sua maior referência. Depois, com a mudança de nome, assumiram os Faith No More, Pearl Jam ou Alice In Chains, como ídolos. Em 1999, já as modas haviam mudado, darão origem a um novo projecto, os Tendrills.

COMPILAÇÕES


ROCK'IN BRACARA [CD, RUM, 1995]

GOING GENIUS 02 [Tape, Plaguer Recordings, 1997]


PROMÚSICA 17 [CD, Promúsica, 1998]

PRESS
Destaque, Promúsica 17 de 05-1998

0 comentários: