13 julho 2010

FEIA MEDRONHO



Nascidos e criados na zona da Ponte, em Braga, em meados da década de 2000, os Feia Medronho foram constituidos por Engenheira Feia e Engenheiro Medroño (coadjuvados pelo Guarda Costas Humberto). Este duo techno metal chunga resultou dos desejos mais profundos de dois estudantes de engenharia da Universidade do Minho, inspirando-se, segundo os próprios "nos sinos da Igreja da Nossa Senhora do Carmo" para fazerem música. Eram difíceis de capturar e de manter em concerto durante muito tempo, porque passavam a vida a festejar, de forma rápida e alucinante. Rezam as lendas que os seus concertos eram o confessionário onde se redimiam dos pecados do festejo. De dia nunca ninguém os viu apesar de existirem dois energúmenos que de vez em quando se faziam passar por eles. Na realidade, a sonoridade do grupo eram uma vaga tentativa de aproximação aos mais loucos laivos de Aphex Twin, caracterizando-se por um ambiente híbrido e incipiente de cacofonia minimalista. Presume-se que tenham cessado as suas actividades.

DISCOGRAFIA

NINGUÉM FALA MAL DE FEIA MEDRONHO [CDR, Edição de Autor, 2006]
EYE8SOCCER [CDR, Edição de Autor, 2007]
PDC 2007 [CDR, Edição de Autor, 2007]


PINTA NATURAL [CDR, Edição de Autor, 2007]

COMPILAÇÕES


UM ANO DE BAILARICO [CDR, Lovers & Lollypops, 2006]


XUPA [CDR, Xth Useless Productions, 2007]

0 comentários: