10 julho 2010

N.A.M.



N.A.M. era a abreviatura de Núcleo de Atrasados Mentais e o nome de um dos mais interessantes e fugazes grupos que passaram pelo panorama da música portuguesa da fase final da década de 80. Enquanto a maioria das bandas nacionais se entretinha a recriar as sonoridades do eixo Liverpool-Manchester ou a tentar fazer rock de combate ao estilo dos Xutos & Pontapés, surgiu em Alvalade, corria o ano de 1989, a melhor banda de hardcore e crossover que até então se havia ouvido. Constituidos por Samuel (bateria, futuro Censurados), Tenro (guitarra, já falecido), João Ribas (baixo, futuro Censurados, ex-Ku de Judas) e Guita (voz), o grupo atacava com ferocidade e segurança uma sonoridade hardcore com muito próximo do crossover feito pelos DRI. A música não se baseava numa simples linha sonora, mas num labirinto de breaks ultra rápidos e bem executados. Um cronista da época relatava que "o efeito do espectáculo é como conduzir um carro a velocidades impossíveis numa estrada cheia de curvas e chegar ao fim ileso".

CASSETES
Rock Rendez Vous, Lisboa 1989 (1 Tema, 03:40)

PRESS
Os 3 Dias Assanhados, José Faísca, LP nº31 de 01-06-1989

2 comentários:

Osso disse...

Curtia de ouvir isto! =)

Cianeto disse...

Falta referir um dos elementos - o Pedro Abreu (guitarra solo) - complementava a agressividade da guitarra thrash do Tenro com um feeling tipo Hendrix.