07 novembro 2010

BEE KEEPER 1994-1999

O espírito DIY nunca esteve editorialmente tão presente em Portugal como nas editoras que lançaram duas antologias num só volume, "This is Not a Damage Fanclub Tribute" e "Supermarket Music". As versões de temas dos extintos Damage Fanclub acompanhavam então novas propostas de jovens grupos. Criados por Elsa Pires (Bee Keeper) e Luís Futre (Milkshake), os projectos editoriais que desenvolviam tratavam-se de verdadeiros manuais de "como fazer qualquer coisa". Para Elsa, "toda a gente é capaz de fazer isto, basta querer". "Não queremos ser os únicos a fazer um CD, mas que muitos outros façam" Ao que Futre acrescenta: "Não é nada do outro mundo". São pequenos, mas querem manter o que fazem pequeno: "Quero que isto continue como está, quero controlar as coisas, saber que é que compra os meus discos, enviá-los por correio acompanhados de uma carta. [Mesmo] as pessoas das lojas são nossos amigos." Estas editoras revolucionaram o mercado editorial nacional, primeiro através do lançamento em cassete e posteriormente em formatos vinílico e CD. Com elas despontou uma nova geração de bandas formadas quase exclusivamente por miúdos influenciados pelas novas bandas: Nirvana, Sonic Youth ou Ride, sem esquecer os eternos The Velvet Underground ou Spacemen 3. Luís Futre havia sido o mentor e vocalista dos Jardim do Enforcado e aprendera a lição do DIY com a editora onde haviam lançado o seu trabalho. Assumidamente ex-punk, ex-gótico, ex-psychobilly, ex-tudo e mais alguma coisa (chegou a aparecer no suplemento do semanário Expresso - com direito a 3 páginas e fotografias - assumindo-se nessa postura), atacava agora noutra moda, que dará lugar, no futuro, a outras. Actualmente dedica-se à sua Galo de Barcelos Records, tendo lançado já 3 LPs memoráveis denominados "Portuguese Nuggets" e o EP de Joaquim Costa, o Elvis de Campolide pela Meteorito Records. Elsa Pires faleceu em 2002.

DISCOGRAFIA


BEE001 | LITTLE: I LIKE IT IF YOU FEEL LUCKY [Tape, 1994]
Cassete gravada em ambiente doméstico com vinte minutos de temas indie pop frágeis. A banda era formada por Elsa Pires e Paulo, usando xilofones e tamborins.


BEE002 | ICECREAMSTAR #1 [Fanzine, 1994]
Número inicial e único de um fanzine escrito em inglês. 52 páginas recheadas de referências à bandas do catálogo, a artistas beatnicks e outros temas queridos da editora.


BEE003 | RED BEANS: 22 FRIED SONGS [Tape, 1995]
Cassete de 60 minutos com furiosos temas que vagueavam entre o punk e o experimentalismo.


BEE004 | RADIOACTIVE MAN / UFO: SLUMBER PARTY? [Tape, 1995]
Cassete de 60 minutos repartida pelos Radioactive Man e pelos Forretas Ocultos. Como referia o press release, mistura de morangos e guitarras surf...
[FLYER]

BEE005 | GASOLINE: LIVE MEAL [Tape, 1995]


BEE006 | YOLK/DAMAGE FANCLUB: HAPPY-GO-LUCKY! [Tape, 1995]
Cassete de 60 minutos dividida entre os Yolk e os Damage Fanclub. De recuperar também a descrição elaborada à data por Elsa Pires: pop cantado no feminino enfrenta alguma destruição...
[FLYER]


BEE007 | TOAST: TOAST [Tape, 1995]
Cassete de 30m cheia de temas pop plenos de fúria, amor sincero e canções de ódio.
[FLYER] [FLYER]


BEE008 | MAMMIES & KIDS: PINK ELEPHANT IS GONE?! [Tape, 1995]
Cassete de 30 minutos de uma banda demasiado influenciada pelos Pavement.
[FLYER]

BEE009 | TVT/MAD CRASH: DO ASTRONAUTS FART INSIDE THEIR SPACESUITS? [Tape, 1995]
Cassete de 60 minutos dividida pelos TVT e pelos Mad Crash. Ambas abusam dos instrumentos de brinquedo, loops, barulhos vários, vozes e sons samplados.

BEE010 | MUSHROOM REVOLUTION: THIS ISNT A CANDY MOUNTAIN [Tape, 1995]
Cassete de 30 minutos com uma banda feminina praticante do que se chamou rriot girl punk-pop. Deram posteriormente origem aos Marbles.


BEE011 | PINHEAD SOCIETY: HAVE YOU SLEPT WITH YOUR TV SET [Tape, 1995]
Cassete de 30 minutos com a estreia de uma banda que foi longe e deixou saudades.
[FLYER]


BEE012 | VÁRIOS: TEENAGERS FROM OUTER SPACE [LP, 1995]
Estreia em vinil da editora, incluindo quinze grupos portugueses. A edição inicial foi elaborada em vinil cor de rosa e teve uma edição de 500 exemplares. Será mais tarde reeditada numa nova versão de 300 cópias. Inclui bandas da editora e outrsa que se intrometeram.
[FLYER] [FLYER]


BEE013 | REF: LAURIE LOVE [Tape, 1996]
Cassete de 20 minutos de uma banda cujo som era demasiado marcado pela pressa e pela caixa de ritmos.
[FLYER]

BEE014 | VÁRIOS: WATERMELON - FIRST BEE KEEPER COMPILATION [Tape, 1996]
Primeira compilação da editora lançada em formato cassete. 60 minutos preenchidos pela totalidade de grupos que pululavam pelo catálogo. Como referia a sua mentora, tratava-se de um verdadeiro catálogo do selo e a melhor forma de, num ápice, o conhecer.


BEE015 | KING NEPTUNE'S FAVORITE BAND: PLAY WITH ME [Tape, 1996]
Cassete de 30 minutos com temas de uma banda que, misturando vocalizações masculinas e femininas, fazia as pessoas ficarem satisfeitas. O projecto era constituído por Nuno Ângelo, Catarina Ângelo, Jorge Ângelo e Luis André.
[FLYER]


BEE016 | MARBLES: SLEEPYTIME [Tape, 1996]
Nascidos em Agosto de 1995 no Montijo, os Marbles foram a continuação do anterior grupo chamado Mushroom Revolution. Um ano depois, a sua maquete expressava o lado pop da banda. Faziam parte do grupo Hermano, Pedro, Osga, Glu e Schmitt.
[FLYER]


BEE017 | US FORRETAS OCULTOS: SWEET CLASSIC DREAMS [Tape, 1996]
Demo tape gravada pela banda que acrescentara o prefixo "Us" à anterior designação. Grupo formado por António Manzarra, Renato Feliciano, Luís Capinha e Luís Ferreira.
[FLYER]


BEE018 | MY BEST NOSE: ? [Tape, 1996]
Cerca de 20 minutos gravados por antigos elementos dos Peach Bloom e dos Velveteen. Referia o catálogo que o projecto denotava um som muito distinto e inteligente que fez provocou, inclusive, uma profunda alteração na imagem da editora. Cassete amarela gravada nos Estúdios Latina Europa em 1996 por João M. e Luís. A banda era de Lisboa e formada por Paulo, Lena e Bruno Duarte.
[FLYER]


BEE019 | EVERGROUND: ACID CANDY [Tape, 1996]
As Everground foram a primeira banda integralmente feminina do catálogo. Todas as suas elementos tinham idades entre os 15 e os 18 anos. Boas executantes, praticavam um som poderoso marcado pela voz de Carla (mais tarde assumirá o pseudónimo de Suspiria Franklyn), o que lhes deu direito a lançarem posteriormente um single.
[FLYER]


BEE020 | VÁRIOS: THIS IS NOT A DAMAGE FANCLUB TRIBUTE [CD, 1996]
Edição em CD em 500 exemplares que se subdividia em duas partes distintas. Na primeira parte, 10 bandas faziam covers dos Damage Fanclub, um projecto do catálogo que dera já por finda a sua actividade. Após estas, surgiam mais 11 bandas a tocarem temas próprios numa parte subintitulada "Supermarket Music". A acompanhar o registo, surgia um booklet de 26 páginas. Os grupos que se dedicaram a recriar os DAmage Fanclub foram: Juhx, Toast, Pinhead Society, Bunnie, Us Forretas Ocultos, Gasoleene, Stereoview, More Republica Masónica, Radioactive Man e X-Acto. Os restantes foram: Dr.Frankenstein, Captain Clown, Acid Flowers, Marbles, Teenage Bubblegum, Jamie, Blister, Velveteen, Timmy's Milk, Alien Picnic e Duendes do Umbigo.
[FLYER]


BEE021 | GASOLEENE: NEW SINGLE BY GASOLEENE [7"Single, 1996]
Single prensado em vinil vermelho incluindo 3 temas. Um deles era uma cover do tema "Loch Ness Monster" dos Little, cantado pela própria Elsa Pires. As capas dos discos foram elaboradas manualmente, numa edição de apenas 100 exemplares da responsabilidade conjunta da Bee Keeper e da Milkshake. Gravado num quatro pistas no Alburrica Bar em Abril de 1996.
[FLYER]


BEE022 | AVOCADO BABY: FOOLISH+PUNK [7"Single, 1996]
[FLYER]


BEE023 | CAPTAIN CLOWN: 7 SUPERHEROES IN PINK DRIVEN AMBULANCE [Tape, 1996]
Indie pop frágil de uma banda de Castelo Branco que partilhava 3 vocalistas que cantavam histórias verídicas. O grupo integrava os irmãos que constituiram os Mammies & Kids.


BEE024 | ALIEN PICNIC: FOR HEAVEN'S SAKE [Tape, 1997]
Grupo de Castelo Branco que mais tarde dará origem aos Norton. Vocalizações pop e doces com características adolescentes.
[FLYER]

BEE025 | GALORE: TAKE TWO [Tape, 1997]
Grupo de Miguel Afonso com temas algo primários e demasiados simples, denotando muitas fragilidades. O grupo contava com um membro dos Mary Jane.


BEE026 | BLISTER: CRUMB OF HAPPINESS [Tape, 1997]
Estreia de um grupo que compunha grandes canções e que deixou boas memórias e muita saudade. Não confundir com um outro projecto posterior que adoptou indevidamente a mesma designação...
[FLYER]

BEE027 | MARY JANE: MARY JANE [Tape, 1997]
Banda feminina liderada por Margarida João que integrou o catálogo após ter enviado uma demo tape para a mentora do mesmo que, tendo apreciado tanto a sua sonoridade, não hesitou em nelas apostar.
[FLYER]


BEE028 | MY BEST NOSE: DETAILS OF DOMESTIC LIFE [7"Single, 1997]
[FLYER]


BEE029 | EVERGROUND: EP [7"EP, 1997]
[CAPA ALTERNATIVA] [FLYER]


BEE030 | TOAST: TRY ME [CD, 1997]
Edição em CD composta por 11 temas produzidos por Rafael Toral em 1997. Os Toast foram um grupo que, apesar de denotarem muitas influencias, poderiam ter ido muito longe caso tivessem beneficiado de uma maior exposição.
[FLYER]


BEE031 | X-ACTO: THE NEW CHILD [7"Single, 1997]
Single EP co-editado pela Bee Keeper, Ataque Sonoro e Milkshake. O vinil era azul e integrava 3 temas, dois originais do grupo e uma cover version de uma faixa dos Embrace.
[FLYER]


BEE032 | NEW WINDS: SEEDS OF HOPE [7"Single, 1997]


BEE033 | KING NEPTUNE'S FAVORITE BAND: SUBLIME [Tape, 1997]


BEE034 | JAGUAR: JAGUAR [Tape, 1998]
[FLYER]


BEE035 | PLASTICINE: IT FEEL GOOD WHEN IT'S ALL WRONG?! [Tape, 1998]
[FLYER] [FLYER]

BEE036 | ROLLANA BEAT: ROLLANA BEAT [Tape, 1998]

BEE037 | FOAM: THE BEST THING SINCE SLICED BREAD [Tape, 1998]


BEE038 | MY BEST NOSE: THANK GOD FOR WOMEN AND COKE [CD, 1998]


BEE039 | JAGUAR: JAGUAR [CD, 1999]
[FLYER]

BEE040 | THE SULLENS: THE SULLENS [7"Single, 1999]
EP editado em vinil numa co-edição da Hey Pachuco e da Bee-Keeper. Os temas foram registados nos Estúdios SST em Sacavém.

PRESS
Pop Adolescente em Vinil Rosa, Blitz
Teenagers From Outer Space, Blitz
Num Planeta à Parte, Jorge Dias, Pop Rock/Público nº2138 de 17-01-1996
A Mensagem que Veio do Espaço, Rui Catalão, Público nº2145, 24-01-1996 [CAPA]
Tributo em dia de Sorte, Público nº2467 de 11-12-1996
Supermarket Music, Rui Catalão, Público nº2493 de 08-01-1997
Bee Keeper, Marco Martins, Garagem nº1 de Dezembro de 1997

10 comentários:

Paulo Martins disse...

A compilação "Teenagers From Outer Space" tenho com capa vermelha...

Eduardo F. disse...

Grande e valioso trabalho! Parabéns.

A dignificação da vontade e da autonomia.

Bee Keepers, e outras. Tudo depende de nós. Só nós. Porque nós somos a força que esperamos dos outros.

:)

Bourbonese disse...

Paulo: Trata-se da outra edição referida no artigo.

Eduardo: Infelizmente e, apesar do nosso pedido, ninguém ajudou com qualquer informação sobre a Bee Keeper. Com ela, este post seris bem mais interessante. Será que as pessoas dessa geração são hoje todas burocratas instaladas, renegando o passado?

Eduardo F. disse...

Pois... é pena.

Eu nessa altura (1994) estava precisamente a nascer.
Para a música, digo.
:)

Confiemos na paixão das pessoas, que por aqui hão-de tropeçar e seguro que deixarão o seu testemunho. - Era o que eu faria se tivesse memórias e vivências deste movimento.
:)

Abraço.

af disse...

http://santosdacasa.blogspot.com/2011/08/documentario-bee-keeper.html

por acaso não sabia que andava a ser preparado um documentário sobre a editora.

Carlota Nonnumquam disse...

Gostei muito deste post porque trouxe-me de volta várias memórias. Na altura era muito nova, em 1994 tinha 9 anos, mas o meu pai e irmã encomendavam várias coisas da beekeeper, que agora estão todas em minha posse. Cheguei a ir ao concerto do Supermarket Music, ainda tenho os bilhetes, e tenho o CD claro, e um monte de cassettes, e o Teenagers From Outer Space em vinyl cor de rosa.

Pretendo por um post no meu blog com fotos, e gostaria de saber se posso usar também algumas das fotos que aqui estão? Ponho um link para o blog claro a dizer que foram tiradas daqui.

Bourbonese disse...

Olá Carlotta. Gostei imenso do seu blog On The Bleak Track. Posso adicionar um apontador nos nossos favoritos? Claro que pode usar o material que disponibilizamos. Aliás faço uma proposta que gostaria de ver acedida. É possível digitalizar e enviar-nos scans a JPG 320 dpi dessas capas de cassetes de aterial da Bee Keeper. Parte do material que está disponível está com má resolução e seria óptimo melhorar a sua qualidade. Poderão até existir cassetes cujas capas não tenhamos ou estejam incompletas. Obrigado.

Carlota Nonnumquam disse...

Claro que pode adicionar o meu blog, posso adicionar o vosso nos meus favoritos? E claro que disponibilizo scans com boa resolução :) Farei então scans das capas das cassetes e dos CD's.

Da capa do LP Teenagers From Outer Space não consigo fazer scan porque o scanner a que tenho acesso é A4, mas enviarei fotos, e posso fazer scan da zine que vinha como oferta com o LP.

Daqui a uns 3 dias ou assim envio isso para o email que têm aqui nos contactos!

Obrigada!

Nick Nicotine disse...

Boa tarde. Excelente blog, parabéns!!!

A última edição da Bee Keeper (Sullens) data de 2001 e, embora a capa mencione a Hey, Pachuco! não é um split entre as duas editoras mas sim uma edição própria da BK. Por falta de tempo utilizou-se a mesma capa que havia sido utilizado na edição em Cd-r da HP, em Setembro de 2000.

Abraço
Nick

Anónimo disse...

Excelente artigo, reavivou muitas memórias :)

Estive no concerto do Supermarket Music, tenho cd, não me lembro do booklet, deve andar por aí...

Ah, obrigado pelo flyer de x-acto, também estive nesse concerto!