05 dezembro 2010

MAJOR ALVEGA



Nascidos em Viseu em Junho de 1990, os Major Alvega foram constituídos por José Valor (programação, sampler, sintetizador, ex-Bastardos do Cardeal, ex-Centro de Pesquisas Ruído Branco, ex-Lucretia Divina), Vaz Pato (guitarra, ex-Bastardos do Cardeal, ex-TV Toxina) e Ângelo Almeida (voz, ex-La Carole). Faziam um rock assente na electrónica e com algumas influências da new beat belga, então muito na voga, utilizando também sons de guitarras sampladas e uma voz agressiva no seu apoio. Em certa medida, reflectiam as bandas que à epoca estavam no top das preferências dos músicos. O grande mentor da sonoridade e, no fundo, do projecto, era o já falecido José Valor. Temas como "Buraco", "Agência Funerária" ou "Fadário" reflectem um conjunto de ideias relativamente interessantes, fruto de uma inteligente e consistente base instrumental, aliadas a um lirismo imaginativo e algo humorístico. De referir por último, que esta banda de Viseu participou no Concurso de Música Moderna da Câmara Municipal de Lisboa, que decorreu na sala do Johnny Guitar. Actuaram também em Viseu, Lamego, Alvões de Varzea e Lafões. Conseguiram ainda alguma exposição no "Pop Off".

PRESS
Finisterra, Miguel Santos, Blitz nº333 de 19-03-1991
Major Alvega, Morte à Censura nº4, 02-1992

2 comentários:

ARISTIDES DUARTE disse...

Vi-os ao vivo em Malcata- Sabugal. Estive a falar com eles e disseram que o seu som era Punk.

Anónimo disse...

vi-os várias vezes, sempre em Viseu. Das melhores bandas ao vvo que vi na altura, com um front-man fortíssimo. Pena que não tenham deixado gravações, mas há 2 ou 3 vídeos no youtube...