31 dezembro 2010

URB



Os Urb nunca foram uma banda muito conhecida, mas uma das razões bem pode ter sido o facto de terem surgido na ressaca do "boom" do rock português, 1982/83. Em 1984 surgem incluídos num movimento de grupos que "fazia pela vida", organizando concertos em conjunto na E.S.B.A.L., no Rock Rendez Vous, no Tokyo ou no Bar Noruega. Desse movimento faziam parte, para além dos Urb, os Croix Sainte, Sétima Legião, Mata Ratos, Jumping Jacks, entre outros, que fi­caram conhecidos como grupos de rock marginal. Foi nessa altura que entraram pela primeira vez em estúdio, a convite da Rádio Triunfo, para a gravação de uma maquete. A inicia­tiva da editora ficou por aí, mas a gravação serviu para que os URB se tomassem mais conhecidos, pela divulgação desse trabalho nas rádios. O momento mais importante da car­reira do grupo aconteceu quando participa­ram no 2° Concurso de Música Moderna do Rock Rendez Vous. Entre mais de 100 ins­critos os Urb classificaram-se em 2°lugar, deixando para trás bandas como Pop Dell'Arte, Radar Kadafi, Essa Entente ou Linha Geral. Mas foi também este facto que mais contri­buiu para a decadência seguinte do projecto, pois eles nunca se conformaram com a idéia de terem sido preteridos para 2°lugar em relação aos THC. É que os THC sempre se assumiram como um projecto de ocasião, formado com o único propósito de concorrer ao CMMP e sem objectivos de uma carreira futura. Dos THC fazia parte João Cabeleira, já então nos Xutos & Pontapés. Como parte do prémio tiveram direito à gravação de dois temas nos álbuns alusivos a este concurso e que foram editados pela Dansa do Som. "Levante" foi incluído no 1°volume e "Pecados Engraçados" no 2° do "Sons e Temas do 2° Concurso de Música Moderna do Rock Rendez Vous", álbuns lançados em 1986, um ano em que os Urb apenas deram dois concertos, ambos no RRV. Desmotivados pela classificação no concurso e pela expulsão seguida de duas arrecadações onde ensaiavam, os Urb foram diminuindo a sua actividade. No final de 1986 ainda houve um contacto fugidio com uma grande editora, mas era já tarde demais. Zézé Garcia e Nini Garcia (irmãos gémeos)integram entretanto os Mier Ile Dada e a história dos URB ficou por aí. O guitarrista Zézé foi depois substituir Alexandre Soares nos GNR, enquanto o irmão, Nini, se manteve nos Mier Ife até perto do fim destes, sendo actualmente o baterista dos LX 90. [Pedro Brinca]

COMPILAÇÕES


MÚSICA MODERNA PORTUGUESA 01 [LP, Dansa do Som, 1985]


MÚSICA MODERNA PORTUGUESA 02 [LP, Dansa do Som, 1985]


SONS E TEMAS: ROCK RENDEZ VOUS [CD, Dansa do Som, 1994]

PRESS
À Procura dos Perdidos, Pedro Brinca, Ritual nº6 de 02-1993

0 comentários: