30 janeiro 2011

JAZZ IGUANAS



Os Jazz Iguanas foram formados por Miguel Pedro Guimarães (membro dos Mão Morta, bateria, sintetizadores, programações, guitarra) em 2005, em Braga. Tendo por premissa a possibilidade de um computador compor peças musicais baseadas inteiramente em números aleatórios gerados por si e cooperar com músicos humanos na composição e interpretação de peças musicais improvisadas, o melhor dessa experiência foi registado em disco, que a Cobra editou em Setembro de 2006. No registo, Miguel Pedro contou com a colaboração de Pedro Cravinho (contrabaixo) e de outro elemento dos Mão Morta, António Rafael (guitarra). Movendo-se entre o experimentalismo jazz e as loucuras electrónicas, este trio viaja até à ficção-científica de Philip K Dick. A designação do projecto tem, segundo Miguel Pedro, uma explicação: "A referência ao jazz, enquanto linguagem musical, remete para o conceito de improviso, que está patente nos temas dos Jazz Iguanas". O projecto surgiu, no início, como um projecto de investigação do seu mentor ao tentar pesquisar novas metodologias de composição, utilizando a música assistida por computador (software de composição por algoritmos), tendo-se este deparado com padrões musicais desviantes e que davam a ideia, a quem os percepcionava, de que o computador estava, verdadeiramente, a improvisar. Depois, foi só testar os padrões em ensaios, com uma formação simples: uma bateria, um contrabaixo e uma guitarra…. E o computador, claro.

DISCOGRAFIA


JAZZ IGUANAS [CD, Cobra Discos, 2006]

COMPILAÇÕES


ENTULHO SONORO 01 [CD, Underworld, 2007]

0 comentários: