12 janeiro 2011

MENTES PODRES



Naturais de Aveiro, os Mentes Podres deram os seus primeiros passos em Maio de 1988 ainda sob a designação de Vendalhas e com Píncaro (guitarra, futuro Inkisição), Paulo Metralha (baixo), Nómada (bateria) e Fernando (voz) nos seus quadros. Cerca de um ano depois, Zé Vilão (ex-Vómito) substituí Nómada na bateria. Só em Fevereiro de 1992 registam a sua primeira maquete, em formato cassete, a que chamaram "1º Arrroto". De forma a dar-lhe um toque de originalidade, o grupo optou pela sua divulgação, distribuindo-a dentro de uma caixa arquivadora de cassete VHS. Muitos dos seus membros fizeram parte dos Inkisição em diversas fases da vida destes, havendo alguma cumplicidade entre os dois projectos. A prova disso mesmo consta no CD "1988-1995" editado postumamente pelos Inkisição onde constam algumas faixas que eram originais dos Mentes Podres. Os temas da banda versavam a habitual crítica sócio-política ("Democracia", "Tropa Não" "Partidos Políticos" mas não se ficavam por aí, vasculhando estados psicológicos reprimidos ("Estou Mesmo Mal", "Chui", "Senhor Jesus").

DISCOGRAFIA


1º ARRROTO [Tape, Edição de Autor, 1992]

1 comentários:

Anónimo disse...

vendalhas ou vandalhas?