05 fevereiro 2011

ATROFIADOS



Formados em 1989, em Lisboa, os Atrofiados tinham no seu núcleo duro Xico (voz), Roberto (bateria) e Nuno Sardinha (baixo). A estes, cedo se juntou um guitarrista, Moisés, que pouco tempo depois abandonará o grupo devido a manifestas divergências pessoais com os restantes elementos da mesma. Para o seu lugar foi convidado Ricardo Magala que, apesar de ter aceite, também se manteve no grupo por pouco tempo, saindo para formar o se próprio projecto. Chegou, porém, a participar na gravação da primeira maquete do grupo. O posto foi, então, ocupado, em Março de 1990, por Zé Pedro, membro que se manteve no grupo até ao seu final. Praticantes de um crust/hardcore rude e directo, denotavam muitas influências de Doom, Ent ou Ratos de Porão da sua fase inicial. Os dois primeiros concertos da banda ocorreram em Odivelas em 1990. Foi por essa altura que registaram a sua primeira demo, intitulada "Sistema Depressivo". Só no ano seguinte, já com a formação definitiva, registam o seu segundo trabalho promocional, fortemente distribuido entre amigos no formato cassete que ia passando de mão em mão. Apesar da débil qualidade da gravação, o trabalho incluia alguns dos clássicos dos Atrofiados, cuja temática assentava nos estereótipos do punk: poluição, luta pelos direitos dos animais, luta anti-miséria, etc. Sendo embora o segundo registo da banad, o trabalho chamava-se "1ª Demo Tape". Novos concertos são realizados na Voz do Operário e no Pavilhão Carlos Lopes, permitindo-lhes a sedimentação do culto crescente e grangeando-lhes novos seguidores. Quando, em 1993, o grupo cessa actividade, alguns dos seus membros formam os Atentado (1994), um grupo acentuadamente ainda mais crust e com menos pendor grindcore.

DISCOGRAFIA


SISTEMA DEPRESSIVO [Tape, Edição de Autor, 1990]

1ªDEMO TAPE [Tape, Edição de Autor, 1991]

0 comentários: