08 março 2011

KALASHNIKOV



Os Kalashnikov nasceram em 2007, em Lisboa, a partir de um sketch humorístico pontual emitido no programa "Revolta dos Pastéis de Nata" e que mais tarde terá continuação prolongada em "Vai Tudo Abaixo", liderado pelo próprio Nuno Duarte (aka Jel) e emitido na SIC Radical. Ali, uma pseudo banda de punk-metal cantava - ou melhor, gritava - aos quatro ventos "Bin Laden, George Bush, One Love, One Family" e "This Is Not fucking Morangos com Açúcar, this is Not fucking Floribella"! Do sketch ao CD de originais editado pela Som Livre foi um passo. Jel reuniu uma série de músicos amigos e os Kalashnikov abandonaram as digressões e os concertos no Iraque, no Afeganistão, no Sudão, na Somália e noutros cenários de guerra onde "tocavam ao vivo desde há mais de dez anos" para entrar em estúdio. A banda entrou numa "gruta do Afeganistão", curiosamente bastante parecida com o estúdio do produtor Rodrigo Leal. Na gruta, bunker ou estúdio improvisado - onde abundavam os sacos de areia, as redes de camuflagem e outros objectos bélicos – os Kalashnikov começaram por raptar o produtor... Formados por Vasco Duarte (aka Cobra, guitarra), Nuno Duarte (aka Jel, aka Duro, voz), Bruno Simões (aka Rambo, bateria) e Paulo Nunes (aka Bruxxxa, baixo), o projecto editou um disco interessante, tocou algumas ao vivo com relativo sucesso - em 2008 a banda integrou os cartazes dos festivais "Oeiras Alive", em Portugal e "South By Southwest" na cidade de Austin no estado norte-americano do Texas - e encerrou as suas actividades. Hoje, Jel, assume-se como um verdadeiro Homem da Luta, tendo também um outro projecto musical paralelo chamado Uruguai.

DISCOGRAFIA


OH YEAH MOTHERFUCKER! [CD+DVD, Som Livre, 2007]

0 comentários: