25 abril 2011

MAIS UNDER REVIEW



ÚLTIMOS DADOS ESTATÍSTICOS:

929 Posts editados
784 Posts preparados para edição
373 Visitas Diárias Médias (só PT)

Depois de cerca de 3 semanas com problemas técnicos originados pelo Blogger que dificultaram sobremaneira a edição de novos posts, o Under Review retoma a acção, numa altura em que se perspectivam alterações estruturais no seu modelo. Antes de mais, pretendemos revitalizar o grafismo do blogue. Não sendo especialistas no assunto, estamos a necessitar de uma ajuda por parte de algum leitor que pretenda agarrar o desafio e se sinta tecnicamente confortavel a faze-lo. Em simultâneo, estudam-se novidades na abordagem às novas fichas pois o blogue não se faz apenas pela edição de novo material, mas igualmente pela melhoria da informação já editada. Pretendem-se melhorar as funcionalidades e ligações entre informações já existentes, quer pelo meio de links que permitam cruzar dados, quer pela actualização de fichas que surgem ainda incompletas à luz da informação que se foi recolhendo. No seguimento do último inquérito lançado, adivinha-se a disponibilização em formato MP3 de algum do material musical mais obscuro, facto que permitirá abrir novas fronteiras e satisfazer, em simultâneo, o desejo de muitos dos nossos leitores. Enquanto aguardo o complemento destas ideias por Erradiador - aqui mesmo, neste post - fico a aguardar pelas vossas sugestões que, não será demais afirmar, são enormemente relevantes. [Bourbonese]

Vivem-se tempos de grande efervescência na música portuguesa. Nunca se criou e editou tanta música, tão variada e com tanta qualidade. Num mundo complexo em convulsão, com a indústria da música numa encruzilhada, emerge um movimento em todos os quadrantes que dá sinais de forte vitalidade, quer seja através de edições de autor, do aparecimento de editoras independentes, do renascimento do vinil e da cassete, da intensiva utilização da Internet, de inúmeros concertos. Hoje, os meios de divulgação e edição de música, são muito diferentes do que eram há tempos atrás, com a Internet a assumir um protagonismo crescente em relação aos jornais, fanzines, rádio e televisão. O Under Review tem procurado fixar o rasto da música que se vai fazendo em Portugal, utilizando uma plataforma acessível a todos os interessados. Nas cerca de mil resenhas entretanto publicadas, surgem os artistas mais conhecidos, bem como os mais obscuros, os mais antigos e os mais recentes, as grandes e as pequenas histórias. Certamente, que ainda muitos outros estão por referenciar, mas esse é um trabalho que se fará ao longo do tempo, conforme a disponibilidade e a vontade. As sugestões, as críticas, os incentivos, as informações suplementares, as imagens ou qualquer outra participação que queiram dirigir-nos, serão sempre bem-vindas. Porque a música não se resume a um mero acto de consumo, mas sim a uma experiência partilhada de vida. [Erradiador]

4 comentários:

bairro do vinil disse...

Boa noite. Sigo com alguma regularidade o seu blogue, que aprecio bastante. Sugeria-lhe que o tamanho do tipo de letra das mensagens não fosse tão pequeno, mas sim ligeiramente superior.
De resto, tudo impecável !
Um abraço
JP

RC disse...

De todos os blogues dedicados à música portuguesa (popular urbana)este é provavelmente o mais exaustivo e completo. É um trabalho verdadeiramente notável que sigo regularmente. Algumas notas:
- Permitir a busca por nome de banda/artista.
- Os títulos/atalhos no cabeçalho- home, links, works, contact, photos- não estão a funcionar.

Bourbonese disse...

RC: Obrigado pelas sugestões. Relativamente às questões apontadas posso referir:

1. A busca por nome de banda/ rtista pode fazer-se pela opção no Blogger existente no canto superior esquerdo, escrevendo o que se procura e carregando na lupa. Nem sempre funciona pois quando a palavra é demasiado vulgar, o localizador "perde-se". É ir tentando por alguma outra referência como título do disco ou nome de lagum músico. Trata-se de uma verdadeira limitação do Blogger com que temos que viver pois trata-se de um espaço gratuíto e bastante funcional.

2. Relativamente aos apontadores não funcionarem é verdade. Este template foi propositadamente elaborado para o UR por uma designer australiana que nunca o concluiu devidamente, apesar do trabalho ter sido pago de forma simbólica. Na relaidade esatmos a tentar modificar todo o template do UR pelo que será algo que será resolvido muito em breve. O problema é que não temos tido grande ajuda nesta questão e queriamos fazer algo diferente.

alba-cromos disse...

sugeria que no blog fosse usado um widget (não sei se é esse o nome correcto) com os últimos comentários porque pode haver interesse quando são muitos posts e quem é apenas leitor do blog pode gostar que alguém perguntou ou sugeriu alguma coisa sobre um post antigo.