30 abril 2011

PORCOS SUJOS



Por volta do Verão de 1994, os ensaios dos Subcaos andavam a correr mal com faltas não justificadas por parte de alguns dos seus membros e Francisco Dias (aka Xico, bateria, Subcaos, The No-Counts DOM, Dawnrider, etc), Diogo (baixo) e Libelinha (guitarra, voz, Subcaos, The No-Count DOM, Dawnrider, Erínia, etc) decidiram criar uma nova banda com um som puramente punk, com letras em português e sem grandes influências de crust. Para essa investida, completaram o line up convidando Popas (voz). Cerca de uma no e meio após a criação do projecto, Nuno Torres (Subcaos, Jackoffs) assumirá o baixo pois Diogo abandonara o grupo. A banda inicialmente tinha como nome PSP (Porcos Sujos Punk). Nessa fase muito embrionária o grupo chegou mesmo a apresentar-se muito influenciado por bandas de Hardcore escandinavo como Rattus ou Riistetyt tendo gravado alguns temas mais duros para compilações. Só com a integração de Popas o grupo decide tocar algo diferente mais próximo do punk rock de 77 e das bandas punk nacionais da 1ª geração. O grupo estreou-se ao vivo - durante uma tour europeia dos Subcaos - em Eindhoven, na Holanda em finais de 1994. Para o efeito tiveram que recorrer a Mark Trash, um baterista local. O grupo não parará mais durante os três anos seguintes, altura em que se dissolverá. Em 2006, Libelinha, Francisco e Nuno Torres juntar-se-ão para uma aparição ao vivo comemorativa tocando alguns dos seus temas clássicos como "Morta-Viva" ou "Rusga".

COMPILAÇÕES


NO FATE VOL 2 [2xCD, HG Fact Records, 1996]


CAOS EM PORTUGAL [CD, Fast'n'Loud, 1997]

0 comentários: