08 maio 2011

TERRAKOTA



Como gostam de realçar os seus membros, Lisboa é hoje um caldo de culturas com forte influência africana e esse facto não é indissociável da cidade que, para mero efeito de apresentação a turistas, é ainda a cidade do fado. A diversidade cultural pós período de descolonização e crescimento económico da década de 90 está aí e só não a vê quem não quer. Terrakota é fruto dessa multicultaridade imposta e escondida. Nascidos em 1999 pela mão de Júnior (voz, guitarra), Alex (guitarra, kora) e Humberto, os Terrakota vieram para ficar. Após uma viagem de três meses por África, os músicos vinham embriagados com a paleta de cores e de sons com que haviam sido confrontados. Gravaram uma demo e abriram portas a três novos membros: Davide Rodrigues, um baterista; Francesco Valente, um baixista de origem italiana e Romi, uma vocalista e dançarina com origem angolana. O impacto obtido foi incentivador e o grupo começou a tocar com alguma regularidade, em concertos organizados pelos próprios. A sonoridade patenteada era fértil em referências, não se limitando a sons africanos. Denotavam também influências da música jamaicana, árabe, brasileira e indiana. Com a experiência e a confiança em crescendo, o grupo sentiu a necessidade de recrutar mais um membro que permitisse reforçar a percussão e assim é integrado Nataniel Melo. Em 2001, os Terrakota aventuram-se numa tour europeia que passa por Espanha, França e Itália, países do sul mais abertos a este tipo de sonoridades. Quando retornam a Portugal deparam-se com uma série de propostas de gravação, optando por assinar pela Zona Música, selo pelo qual lançarão o seu homónimo trabalho de estreia em 2002. O disco alcança bastante sucesso, permitindo-lhes actuar durante praticamente dois anos, no período estival e em época de Festivais, por toda a Europa. Em 2004 surge "Húmus Sapiens", o segundo disco de longa duração do grupo. Gravado em Março desse ano, nos Youssou N’Dour’s Xippi Studios em Dakar, no Senegal, o trabalho reflecte uma maior maturidade e conforto por parte dos Terrakota que, neste trabalho, se apresentam a cantar em cerca de dez idiomas e dialectos. Nova tour europeia se segue, desta vez não apenas nos grandes festivais, mas também em pequenas salas. Os músicos aproveitam igualmente esta fase para viajar individualmente para outras paragens com vista a incrementar os seus conhecimentos e perspectivas. Em 2007, novo álbum está preparado para ser registado. Com o título "Oba Train", o disco é imediatamente editado e beneficiará de distribuição praticamente mundial através da italiana Felmay. A música apresentada continua alegre, expansiva e contemplativa, denotando uma vibração e mensagem optimista sem se isentar da perspectiva crítica. É muito bem recebida em países europeus com forte tradição e componente multiculturais como a Espanha, França ou Holanda. O vídeo clip "É Verdade?" ganha um MTV Music Video Award em Portugal. Em 2008 um novo membro é integrado: Mark Plannels, um catalão com forte experiência na execução da sítara, teclas e noutros instrumentos tradicionais. O músico aporta uma nova componente ao som dos Terrakota, redimensionando o seu som que, a partir desta fase, se assume fortemente imbuído pela influência indiana. Os Terrakota viajam para a Índia e Himalaias onde têm oportunidade de contactar com as culturas locais de forma paradigmática e em Junho de 2010, em altura de celebração do seu décimo aniversário, editam um documentário intitulado "On Top of The World: Roadmovie of Terrakota In The Himalayas" que narra as viagens do grupo por terras orientais, complementadas com um concerto de quase três horas registado em Lisboa. Nesse mesmo mês, apresentam também o seu primeiro single que aponta já as direcções trilhadas pelo grupo no seu novo longa duração, "World Mussala", editado em Outubro de 2010 pela Ojo Música/Galileo Music Communication.

DISCOGRAFIA


TERRAKOTA [CD, Zona Música, 2002]


SONHADOR [CD Single, Zona Música, 2002]


HÚMUS SAPIENS [CD, Zona Música, 2004]


TERRAKOTA [CD Single, Roots and Rhythms, 2004]


OBA TRAIN [CD, Gumalaka, 2007]


WORLD MASSALA [CD, Ojo Música, 2010]


RE-COOKED SESSIONS [MP3, Optimus Discos, 2011]

COMPILAÇÕES


OPTIMUS 2001 [CD, Metrodiscos, 2001]


REINTERVENÇÃO [CD, Orfeu, 2011]


SONS DE VEZ 10 ANOS [2xCD, CM Arcos de Valdevez, 2012]

PRESS
Missão: O Mundo, António Pires, Blitz nº 889 de 13-11-2001
A Banda do Mundo, Gonçalo Frota, Blitz nº 897 de 08-01-2002
O que é Bolomakoté?, Blitz nº 918 de 04-06-2002
Espalhar a Palavra, António Pires, Blitz nº 927 de 06-08-2002
Em Entrevista, Alexandre Martins, Raio X nº 50 de 12-2002
Próxima Estação: Babilónia, Jorge Manuel Lopes, Blitz 1022 de 25-05-2004
Nações Unidas, Rita Guerreiro, Blitz 1024 de 15-06-2004

0 comentários: