10 julho 2011

TANGER



Banda típica do período do boom do rock português, praticante de um pop rock que denotava influências não demasiadamente declaradas da sonoridade dos The Police. Houve quem considerasse a sua música como pubrock. Oriundos da Amadora, os Tânger eram formados por Ginho, Pedro, Tozé e Beto. Em 1982 assinaram contrato para edição de um disco com a Rotação de António Sérgio. O disco foi um fiasco de vendas e o projecto não resistiu a esse facto. De certa forma, estiveram ligados à cena onde pontificaram bandas como os UHF ou os Opinião Pública. Foi, aliás, esta última banda que lhes emprestou o equipamento para gravarem o seu único trabalho discográfico. O single apresenta no seu lado B um tema de blues muito próximo dos de Rui Veloso em início de carreira. Projecto interessante face ao que era a mediania da altura.

DISCOGRAFIA


ZÉ ZÉ NINGUÉM [Vinil Colorido] [7"Single, Rotação, 1982]


ZÉ ZÉ NINGUÉM [7"Single, Rotação, 1982]

0 comentários: