23 agosto 2011

CONDENAÇÃO PACÍFICA



Banda punk extremamente influente nascida em Lisboa decorria o mês de Janeiro de 1986. Na sua formação original constavam Marcelo, (voz), Jorge Nunes (guitarra, ex-Grito Final), Guedes (baixo) e Joaquim Paulo Cardona (bateria, futuro membro dos Gazua). Este line up manter-se-á até Setembro de 1987. Muito influenciados pelos Crass, foram os percursores em Portugal da filosofia anarco-punk que noutros países já definhava há anos. Tiveram uma existência problemática resultante não apenas da filosofia que defendiam mas também derivada das inúmeras alterações ocorridas no seio do próprio projecto. Chegaram a ensaiar ao ar livre dada a inexistência de local de ensaios. Deram memoráveis concertos no Rock Rendez Vouz, imortalizados na cassete "Condenados Sem Julgamento" que auto-editaram em 1988 e num vídeo gravado na mítica sala de concertos em Lisboa. Tocaram ainda, por diversas vezes, na sede do PSR e no Tivoli. Vestiam de negro dado a sua bandeira ser dessa cor. Defendiam a bandeira da paz e os direitos dos animais. O grupo deu por finda a sua actividade em 20 de Novembro de 1987, tocando ao vivo pela derradeira vez no RRV. Por essa altura, os Condenação Pacífica eram Careca (voz), Jorge Nunes (guitarra), João (guitarra), Paulo (baixo) e Joaquim Paulo (bateria). Em Janeiro de 1988, Jorge Nunes e Joaquim Paulo decidem ressuscitar o projecto, chegando a fazer um primeiro ensaio com a nova formação ainda incompleta. Contudo, o futuro já havia terminado. Em 2009, noticiou-se que a editora Zeroworks estaria a pensar incluir a banda no segundo volume da série "Raridades" que teve já direito à edição do primeiro tomo. Infelizmente, a ideia ainda não se concretizou.

DISCOGRAFIA


CONDENADOS SEM JULGAMENTO [Tape, Edição de Autor, 1988]

0 comentários: